Fale Conosco

2 de setembro de 2009

Sousa recebe a caravana do Cooperar



O Cooperar realizou esta semana a 7ª audiência pública para esclarecer a população sobre a nova visão do Projeto e também sobre como estão sendo realizadas as escolhas para presidente dos conselhos municipais.

O encontro foi realizado na Câmara Municipal de Sousa a convite do deputado estadual Leonardo Gadelha e reuniu mais de 100 pessoas de diversos municípios. O evento já aconteceu em Cajazeiras, Esperança, Itabaiana, Catolé do Rocha, Solânea e Araruna.

Desde o mês de junho o gestor do Cooperar, Plácido Pires, percorre o Estado realizando essas audiências que permitem aos pequenos produtores uma maior proximidade com o Projeto. “É mais fácil para nós sair de trás do birô e ir até o produtor do que ele ir até nós, porque muitos deles não têm como se deslocar até a Capital para nos procurar. Então, essa idéia de visitar os municípios e neles reunir pessoas de localidades vizinhas garante que todos tenham a chance de tirar suas dúvidas e de estarem sempre perto do Cooperar”, afirmou.

A proposta das reuniões está sendo aprovada em todos os municípios. “O Cooperar com essas reuniões inicia um novo período na história do relacionamento entre o poder público e as associações. Esse empoderamento das associações inverte uma lógica existente até então, que era a de se enfiar goela abaixo dos produtores os projetos que eram de interesse da administração. A partir de agora os agricultores apresentam aquilo que lhes é caro para que o poder público possa dar conta dessas demandas. Eu acho que esse é um momento histórico e eu fico feliz em estar participando dele”, revelou o deputado Leonardo Gadelha.

Para o presidente da Câmara de Vereadores de Sousa, Denis Formiga, essas audiências públicas refletem o compromisso de um governo que trabalha com transparência. “Essa reunião foi excelente principalmente para que o povo de Sousa, especialmente da zona rural, possa nos procurar como representantes dele para que o Cooperar desenvolva um trabalho com respeito, com dignidade e com mais nitidez em relação ao uso do dinheiro público. Outras audiências dessas virão para que a gente tenha mais certeza do que o cooperar pode fazer e pode concretizar na nossa região”, disse.    

Nice Almeida, da Assessoria de Imprensa do Cooperar