Fale Conosco

24 de setembro de 2012

Sorologia deve tornar a PB zona livre da aftosa com vacinação



O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Mendes Ribeiro Filho, e os governadores da Paraíba, Ricardo Coutinho, e do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarlini, assinarão nesta terça-feira (25), em Parnamirim (RN), a Instrução Normativa que cria a Zona Livre de Aftosa com vacinação para a Paraíba e o Rio Grande do Norte. Os dois Estados passarão pelo processo de sorologia para sair da zona de médio risco para zona livre com vacinação.

O processo de sorologia na Paraíba será iniciado na próxima quinta-feira (27) por uma equipe do Ministério e o resultado deverá ser divulgado pelo Mapa ainda em outubro. Esta é a última etapa para tornar o Estado livre da aftosa com vacinação.

O governador Ricardo Coutinho lembrou que quando assumiu a administração estadual, a Paraíba estava na iminência de ficar como zona de risco da aftosa, o que significaria um caos para o setor da pecuária. “Isso impediria a saída do nosso rebanho para qualquer outro Estado. Mas trabalhamos firme para contratar pessoal para a Defesa Agropecuária, adquirir equipamentos e fazer a vacinação contra a aftosa em 93% do rebanho. O coroamento disso será iniciado amanhã no Rio Grande do Norte”, afirmou nesta segunda-feira (24), durante o programa semanal de rádio Fala Governador.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Agropecuário, Maresilson Batista, a grande vantagem do bom desempenho neste processo de sorologia é que os produtores paraibanos poderão circular com seus rebanhos entre os demais estados sem nenhuma barreira de entrada e saída. “Essa é uma luta antiga da Paraíba e com a nossa entrada na Zona Livre com Vacinação teremos uma valorização do rebanho e, principalmente, da carne bovina comercializada no país”, enfatizou.

Marenilson destacou que atualmente a Paraíba se encontra no nível de zona de risco médio da aftosa, assim como a maioria dos Estados nordestinos, o que prejudica o comércio e o valor do rebanho paraibano. “A participação da nova sorologia demonstra que estamos cumprindo a nossa missão e todas as etapas preconizadas pelo Ministério da Agricultura”, observou.