João Pessoa
Feed de Notícias

Solenidades marcam Dia do Patrono da Polícia Militar da Paraíba

segunda-feira, 20 de agosto de 2012 - 12:36 - Fotos:  Francisco França/Secom-PB

A Polícia Militar da Paraíba comemora, nesta segunda-feira (20), o Dia do Patrono da corporação, Coronel Elísio Sobreira. As solenidades militares acontecem nas cidades de João Pessoa e Campina Grande e Patos. Na ocasião, serão concedidas 304 medalhas a civis e militares, além da apresentação dos novos equipamentos e promoções de oficiais.

O evento também marcará oficialmente as comemorações dos 180 anos da corporação, com o lançamento da Canção da Polícia Militar da Paraíba.

Na capital, a solenidade acontece às 16h, no Espaço Cultural José Lins do Rego, em Tambauzinho, com a presença do governador Ricardo Coutinho, do comandante-geral da Polícia Militar, coronel Euller Chaves e outras autoridades. Na cidade, 181 pessoas serão condecoradas com as medalhas de Serviços Distintos (120) e a do Mérito Elísio Sobreira (61).

A primeira é uma honraria concedida a militares e civis que se diferenciam por atos de coragem e realizações de trabalhos excepcionais em favor da comunidade. Já a Elísio Sobreira é a mais alta comenda da PM, sendo concedida pelo comandante geral a civis, militares e entidades que tenham contribuído com as causas da instituição.

Para o comandante geral da Policia Militar, coronel Euller Chaves, a cerimônia representa um momento marcante para a corporação e também para a sociedade. “Isso porque resgatamos alguns valores históricos da PM com a nova Canção e trazemos ainda reconhecimento para aqueles que têm trabalhado para o bem estar social.  Nesse sentido, teremos a promoção de 72 oficias e a continuidade dos cursos de formação de oficiais e de soldados”, destacou o coronel.

Promoções - O Diário Oficial da Paraíba trouxe, na edição do último sábado (18), a promoção dos oficiais da Polícia Militar da Paraíba. As promoções atendem aos critérios de antiguidade e merecimento, através de ato governamental proposto pelo comandante geral da PM, coronel Euller Chaves.

Ao todo, foram 72 promovidos que passam a responder pelo novo posto a partir desta segunda-feira (20).

As promoções, juntamente com a entrada de novos policiais, têm sido uma das ações utilizadas para garantir uma maior qualificação à Polícia Militar da Paraíba. Em menos de dois anos, já são mais de 400 promoções de Oficiais e mais de 1.500 de praças (soldados, cabos, sargentos e subtenentes).

Melhorias – Durante a solenidade realizada na capital, haverá o desfle com os equipamentos recém-adquiridos e entregues à corporação neste mês. Entre eles estão 500 capacetes, 37 bicicletas, 24 caminhonetes S-10, 20 motos e 24 viaturas.

Campina Grande – 123 militares serão condecorados com as medalhas de Serviço Policial Militar e a Láurea do Mérito Disciplinar. A solenidade também acontece nesta segunda-feira (20), às 15h, no auditório da Justiça Federal.

Em Patos, as honrarias acontecem na próxima sexta-feira (24), às 16h, na sede do 3º Batalhão de Polícia Militar (BPM). Na ocasião, 95 militares receberão medalhas pelos serviços prestados.

Canção – Estabelecer uma canção que traduzisse o sentimento cívico da Polícia Militar da Paraíba. Foi com esse objetivo que a Canção da PM foi oficializada através de decreto, publicado na edição do Diário Oficial do último sábado (18).

Com letra de Antônio Guimarães Correia (conhecido por ser autor de músicas de alguns municípios paraibanos, como Campina Grande e Puxinanã), a canção traz em sua letra as características, missões e valores históricos da Briosa Polícia Militar da Paraíba. A musicalidade e arranjos ficaram por conta dos regentes da banda de música da corporação, capitão Edson Pequeno e do 2º Tenente Alixandre Maracajá.

O Patrono – Elísio Augusto de Araújo Sobreira (filho de Justino Augusto de Araújo e Maria Augusta de Araújo sobreira) nasceu em 20 de agosto de 1878, na cidade de Esperança, no Agreste paraibano. Com 29 anos (em 1907) ele foi incluído na Polícia Militar da Paraíba (na época denominada Batalhão de Segurança), no posto de Alferes – equivalente ao de segundo-tenente hoje.

Dezessete anos depois, em 1924, o então capitão Sobreira foi promovido a major e comissionado no posto de tenente-coronel. Em 1938, Elísio foi reformado nesse posto, voltando a ativa dois anos depois e promovido a coronel – o primeiro a ocupar esse posto no Estado.  Elísio faleceu aos 64 anos de idade, em 13 de maio de 1942, em João Pessoa.