João Pessoa
Feed de Notícias

Solenidade será marcada pela exibição de documentário sobre Polanski

terça-feira, 8 de junho de 2010 - 09:06 - Fotos: 
Uma sessão especial, agendada para esta quinta-feira (10/06), às 19 horas, no Espaço Cine Digital (anexo ao cine-teatro Bangüê, no Espaço Cultural José Lins do Rego, em João Pessoa), marca o lançamento do edital 2010 para o Fest-Aruanda do Audiovisual Brasileiro. Além do lançamento do novo regulamento, o festival vai revelar os nomes de alguns dos homenageados e das principais mudanças no formato do evento e, ainda, exibir o documentário “Roman Polanski”, do paulista Alê Primo.

O Fest-Aruanda será realizado entre os dias 11 e 16 de dezembro no Tropical Hotel Tambaú, em João Pessoa. De acordo com a coordenação-geral do festival, a exibição do média-metragem (digital) “Roman Polanski” atende pedidos de cinéfilos e realizadores que não puderam assistir ao filme durante o Fest-Aruanda 2009.

Documentário-entrevista

O média “Roman Polanski” é uma realização da Gerência Audiovisual do Sesc-SP, com direção de Alê Primo e coautoria de Marcelo Rubens Paiva.

Além da longa entrevista com o cineasta, feita em 2004, no Brasil, o documentário tem depoimentos de Hector Babenco, Cacá Diegues, Ugo Giorgetti, Caetano Veloso e Gilberto Gil  
Nascido em Paris e filho de poloneses, Roman Polanski voltou à cidade natal de seus pais com apenas três anos. Na época, Stalin e a Rússia comunista cerceavam viagens, contato com o Ocidente e a liberdade de expressão.

Talvez por isso, o hoje reconhecido e multipremiado Polanski enxergava a capital francesa como “um lugar que era obrigado a reconquistar”. E aquele foi de fato o seu destino imediato depois da morte de Stalin e do início de um processo de flexibilização política.
 
No depoimento gravado no Brasil, Polanski fala de sua trajetória – pessoal e profissional. Conta sobre a Escola de Lodz, que frequentou na Polônia, e seus primeiros exercícios cinematográficos. “Assassinato” (1957), sua primeira experiência com a câmera, é exibido na íntegra no documentário.

Polanski fala de sua mudança para Londres, numa época em que Beatles e Rolling Stones estavam no auge, sobre a morte de Sharon Tate, sua mulher e atriz assassinada em Los Angeles pelo serial killer Charles Manson, em 1969.

O filme reúne trechos de quase toda a filmografia do cineasta. Segundo o diretor Alê Primo, “de toda filmografia de Polanski, apenas quatros curtas não estão no documentário, por isso talvez esse seja o trabalho biográfico mais completo feito até hoje sobre a vida do cineasta franco-polônes. E, vale frisar, feito aqui no Brasil”.

SERVIÇO:
Edital Fest Aruanda 2010 / Exibição de “Roman Polanski”
Quando: Quinta-feira, 10 de junho, às 20h.
Onde: Espaço Cine Digital (anexo ao cine-teatro Bangüê, Espaço Cultural, R. Abdias Gomes de Almeida, 800, Tambauzinho, João Pessoa – tel.: 3211.6281).
Quanto: Gratuito

Assessoria de Imprensa da Funesc