João Pessoa
Feed de Notícias

Solenidade marca encerramento de curso no Presídio de Segurança Máxima de Mangabeira

quarta-feira, 12 de setembro de 2012 - 11:23 - Fotos: 

Vinte e dois detentos da Penitenciária Criminalista Geraldo Beltrão, a Máxima de Mangabeira, em João Pessoa, concluíram o curso de “Confeccionador de Bola de Couro”.

A ação foi promovida pela Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap), através da Gerência de Ressocialização.

Na  solenidade de encerramento do curso, estiveram presentes a gerente de Ressocialização da Seap, Ziza Maia; o coordenador do Núcleo de Trabalho da Gerência de Ressocialização da Seap, Marconi Amorim; o diretor da Penitenciária, João Sitônio e o facilitador do curso, professor do SENAI, Ronivon Alves.

A gerente Ziza Maia parabenizou os alunos pela dedicação ao curso e reafirmou os projetos do Governo do Estado pela reeducação de apenados. “Oferecemos atualmente 180 vagas para estes mesmos cursos do convênio para as famílias dos apenados, sem nenhum custo”, disse Marconi Amorim.

Para aproveitar a oportunidade, garantindo a mesma qualidade de curso que os parceiros oferecem a qualquer outro aluno, as famílias dos detentos podem comparecer ao Núcleo de Trabalho da Gerência de Ressocialização da SEAP, que funciona na Penitenciária de Segurança Média Hitler Cantalice, em Mangabeira.

O curso de “Confeccionador de Bola de Couro” faz parte do projeto federal “Pintando a Liberdade”, do Ministério dos Esportes. Com isso, 90% das bolas produzidas são destinadas ao Ministério e o restante é aproveitado nas próprias unidades prisionais (em práticas esportivas) e distribuído em escolas públicas estaduais e municipais.

A parceria com SENAI e SENAC segue até fevereiro de 2013 e estão para ser encerrados os cursos de doces e salgados, e o curso de pizzaiolo, todos com direito a certificados.

Novidades – A gerente de Ressocialização, Ziza Maia aproveitou a oportunidade para divulgar que a Paraíba foi contemplada com três projetos em convênio com o Departamento Penitenciário Nacional (Depen). “Tivemos hoje a grata notícia de entre 20 estados da federação, a Paraíba foi contemplada com oficinas profissionalizantes permanentes”, disse Ziza Maia.

A gerente afirmou que logo que o convênio seja formalizado junto ao Depen, serão instaladas oficinas profissionalizantes em três unidades prisionais do Estado: no Presídio Silvio Porto (João Pessoa), com o curso Produção de Blocos de Concreto; na Penitenciária Regional Feminina de Campina Grande, com uma oficina permanente de Corte e Costura Industrial; e no Presídio Regional Masculino de Patos, a oficina de Panificação e Confeitaria.