João Pessoa
Feed de Notícias

Sistema criado pela Emater da Paraíba é modelo no país

terça-feira, 19 de abril de 2011 - 15:01 - Fotos: 

O Sistema de Gerenciamento de Atividades de Assistência Técnica e Extensão Rural (Sigater), elaborado pelo corpo técnico da Emater-PB, foi destacado pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e pelas empresas de extensão rural de outros Estados. O motivo foi a eficiência no diagnóstico e na capacidade de organização de informações da agricultura familiar e de sua produção agrícola.

O Sigater consiste num banco de dados sobre as Unidades de Produção Familiar (UFP’s) em todos os seus atributos de sustentabilidade, contendo dados das famílias e sobre o nível de produção que acontece naquela unidade produtiva. Tudo está vinculado a outros programas, como por exemplo, o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) para a rede escolar. Também subsidiará o Governo do Estado, a Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca e a própria Emater na tomada de decisões e no planejamento dos serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater).

Também permite acompanhar a evolução dos indicadores sociais, econômicos, ambientais e de avaliação dos serviços de Ater, além do desenvolvimento sustentável das Unidades de Produção Familiar (UPF’s) cadastradas no sistema. Facilita o acesso a informações sobre o crescimento da evolução da produção agropecuária em todas as Unidades de Produção Familiar assessoradas pela Emater e também permite o monitoramento das políticas públicas para o setor produtivo nos níveis federal, estadual e municipal.

O Sistema é gerenciado pela Coordenadoria de Informática da Emater-PB (Codin) e por intermédio dele tem sido possível o avanço das ações realizadas em parceria com o MDA e Secretaria da Agricultura Familiar e na melhoria da qualidade dos serviços prestados ao agricultor familiar.

“É um sistema inovador e tem levado a um outro nível de atendimento porque estamos formando um banco de informações importantes para a realização de nossas ações em favor, principalmente, do agricultor familiar”, afirmou o presidente da Emater-PB, Geovanni Medeiros.

Segundo Geovanni, o sistema permite conhecer cada agricultor familiar da Paraíba, com relação aos aspectos sociais, econômicos, produtivos e ambientais. São geradas informações estatísticas atualizadas que servem de subsídios para que os gestores públicos possam tomar decisões e avançar com programas de gerações de oportunidade de trabalho e de renda no meio rural.

Alimentado pelo extensionista, o Sigater poderá gerar relatórios que mostrem o número de habitantes por domicílios, o número de filhos na escola e sua escolaridade, como também,     número de famílias atendidas com o fornecimento de água por cisternas, entre outros relatórios.