Fale Conosco

23 de dezembro de 2014

Sesquicentenário é a escola estadual melhor colocada no Enem 2013  



O Ministério da Educação (MEC), por meio do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), divulgou nesta segunda-feira (22) os dados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) por escola, referentes ao ano de 2013. Foram avaliadas 344 instituições públicas e privadas da Paraíba.

A escola estadual mais bem colocada no exame foi, pelo terceiro ano consecutivo, o Centro Estadual de Ensino-Aprendizagem Sesquicentenário, de João Pessoa, que alcançou a média de 517,5 pontos, seguida da Escola Estadual João Rogério Toledo, de Assunção, com a média de 500 pontos. Completando as dez melhores colocadas da rede estadual estão a Escola Estadual Fernando Moura Cunha Lima (João Pessoa), o Lyceu Paraibano (João Pessoa), a E.E. Severino Cabral (Campina Grande), a E. E. João Roberto Borges de Souza (João Pessoa), a E. E. Prof. Anesio Leão (Campina Grande), a E. E. Senador Argemiro de Figueiredo (Campina Grande), a E. E. Dr. Hortensio de Sousa Ribeiro (Campina Grande), o Centro Profissionalizante Dep. Antônio Cabral (João Pessoa), a E. E. Dom Luiz Gonzaga Fernandes (Campina Grande) e a E. E. Solon de Lucena (Campina Grande).

Os dados trazem as médias dos alunos de cada escola em cada uma das quatro provas objetivas (ciências da natureza, ciências humanas, linguagens e matemática) e também na redação. Só foram consideradas na lista do Inep as escolas em que pelo menos 50% de seus alunos do terceiro ano do Ensino Médio participaram do Enem 2013.

Incentivo – Para incentivar os alunos do Ensino Médio, o Governo do Estado implantou o Programa Ensino Médio Inovador (Proemi), com aulas em tempo integral em 48 escolas localizadas em 38 municípios.

O pré-vestibular social do Governo do Estado (PBVest) foi outra ação que garantiu um aumento significativo na inserção dos estudantes da rede estadual de ensino nas Instituições de Ensino Superior públicas e privadas, com  aprovação de cerca de 5 mil alunos nos três últimos anos. O PBVest atendeu nos quatro anos de Governo a mais de 20 mil estudantes em 40 polos localizados nas 14 Gerências Regionais de Educação (GRE). A plataforma do PBVest já teve 160 mil acessos este ano de 822 cidades do Brasil.

Com a implantação, pelo Governo do Estado, da política de inclusão digital, alunos e professores receberam, por meio de concessão, 61 mil tablets até 2013 e mais 43 mil foram adquiridos em 2014, a serem entregues no início do ano letivo de 2015 para o uso educacional. Para garantir o funcionamento desses equipamentos dentro da escola, a SEE investiu R$ 16 milhões na implantação de uma rede wireless.

Infraestrutura – O Governo do Estado investiu mais de 300 milhões em intervenções na estrutura física de 352 escolas e construiu 19 escolas conveniadas com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), das quais 14 já foram inauguradas. Desde 2011 foram celebrados 164 convênios com 152 municípios, por meio do Pacto pelo Desenvolvimento Social, sendo 135 para obras de construção, reforma e ampliação de escolas. A soma dos investimentos totaliza 885 novas salas de aula.

Em 2012 foram oferecidas 30 mil vagas. Em 2013 foram ofertadas 100 mil novas vagas e este ano também foram oferecidas mais 100 mil vagas, totalizando 230 mil novas vagasnos últimos quatro anos.