João Pessoa
Feed de Notícias

SES realiza o evento e projeto reduz casos de doenças e índices de gravidez na adolescência

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009 - 17:54 - Fotos: 

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) realizou nesta quarta-feira (16), o III Fórum do Projeto Saúde e Prevenção nas Escolas (SPE), no Hotel Caiçara, na Praia de Tambaú, em João Pessoa. O evento reuniu jovens de 81 municípios paraibanos que desenvolvem o projeto de educação, conscientização e prevenção às doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) e Aids, além de técnicos da área de Educação em Saúde.

“É gratificante quando a gente percebe que o nosso trabalho de jovem multiplicador de informações vem alcançando os objetivos desejados”, disse o estudante Talles Ravel da Silva Costa, 19 anos, da cidade de Esperança, um dos participantes do fórum.

Talles Ravel disse que atua no projeto há dois anos e nas rodas de conversas e eventos oficiais de sua escola e do município sempre aborda as questões referentes às DSTs e Aids, sexualidade na adolescência e às drogas.  Ele afirmou que, a partir desse trabalho de educação e conscientização, os jovens estão aprendendo a se prevenir mais e com isso a incidência de casos de doenças sexualmente transmissíveis e de gravidez na adolescência tem diminuído, no município de Esperança.

Menos Aids e drogas – Diego Silva, 18 anos, que estuda em uma escola técnica de Bayeux, lembrou que desde os 11 anos participa de ações de saúde e projetos voltados para a conscientização e prevenção de doenças e de combate às drogas. O jovem afirmou que graças a esse trabalho, feito por meio de palestras, filmes, seminários e outros eventos dentro e fora da escola, tem conseguido reduzir os índices de casos de Aids, de uso de drogas e de gravidez na adolescência no município de Bayeux.

“Durante as atividades a gente percebe que a desinformação ainda é o grande problema dos jovens e adolescentes e, por isso, o SPE tem uma grande importância neste contexto de orientação, conscientização e prevenção”, afirmou.

Conto de fadas – O III Fórum do Projeto Saúde e Prevenção nas Escolas foi aberto com uma apresentação do grupo teatral formado por alunos da Escola Municipal Antônio Ferreira Nunes, de Santa Rita. Na peça intitulada ‘Um Conto de Fadas sobre a Aids’, os sete alunos sob o comando da professora Ana Karla mostraram a criação do preservativo no imaginário de uma criança.

A secretária executiva de Saúde, Lourdinha Aragão, disse que o projeto é de grande importância na área de informação, conscientização e prevenção, pois escolheu a escola, que é um ambiente propício e ideal para a realização dessas ações. “Quando mais cedo houver a prevenção, melhores serão os resultados”, enfatizou.

O ‘Saúde e Prevenção nas Escolas’ é um projeto dos ministérios da Saúde e da Educação, que conta com o apoio da Unesco da Unicef. Representa um marco na integração saúde-educação e destaca a escola como o melhor espaço para a articulação das políticas voltadas para adolescentes e jovens, principalmente por poder contar com a participação dos sujeitos desse processo: estudantes, famílias, profissionais da educação e da saúde.

Expansão na PB – Na Paraíba, o projeto está em fase de expansão e, para isso, precisa da formação técnica qualificada dos profissionais para esta área de atuação. De acordo com a técnica da Gerência Operacional das DST/Aids, Elizabeth Barboza, a missão da Secretaria de Estado da Saúde é capacitar os profissionais e jovens para atuarem na disseminação das informações sobre sexualidade, gravidez na adolescência, relações de gênero, direitos sexuais e reprodutivos, prevenção às DSTs e Aids e cidadania.
 
Também fazem parte da iniciativa da execução do SPE o monitoramento e o supervisionamento das ações educativas realizadas nos municípios pela Secretaria de Estado da Saúde. Elizabeth Barboza adiantou que este ano já foram capacitadas 180 pessoas, sendo 60 técnicos das secretarias municipais de Saúde e Educação, que atuarão no Grupo Gestor do SPE, nos 81 municípios, e 120 jovens.

Da Assessoria de Imprensa da SESPB