João Pessoa
Feed de Notícias

SES promove encontro para articular rede de assistência às vítimas de violência na Paraíba

terça-feira, 13 de outubro de 2009 - 10:22 - Fotos: 

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) promove, a partir desta quarta-feira (14), o III Encontro Interinstitucional em Atenção à Mulher, Criança e Adolescente em Situação de Violência, com o objetivo de articular a rede de assistência a vítimas de violência. O evento deve reunir representantes do Governo do Estado, Ministério Público, organizações não-governamentais, conselhos tutelares e outros segmentos sociais. A abertura está programada para as 8h30, no Centro de Ciências da Saúde (CCS), da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).
        
De acordo com a gerente executiva de Ações Programáticas e Estratégicas (Geape/SES), Juliana Soares, o objetivo do encontro é melhorar a articulação entre os serviços responsáveis pela atenção a mulheres, crianças e adolescentes, que são vítimas de violência, principalmente doméstica e sexual.
        
A rede – A rede de assistência a vítimas de violência funciona, atualmente, apenas em quatro municípios: em João Pessoa: na Maternidade Cândida Vargas, Frei Damião e no Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena; em Campina Grande: no Instituto Elpídio de Almeida (Isea); em Patos: na Maternidade Peregrino Filho, e, em Guarabira, no Hospital Regional.

Até o final do próximo ano, o Governo do Estado pretende ampliar a rede para mais sete municípios, entre eles Cajazeiras, Monteiro e Picuí, onde serão desenvolvidos projetos-pilotos. “Nos locais onde já funciona o serviço, a infra-estrutura está sendo readequada, como na Maternidade Frei Damião”, disse Juliana Soares.

Oficinas – Para melhorar a rede de atenção às vítimas de violência, o Governo do Estado iniciou no mês passado uma série de oficinas de sensibilização com os profissionais que trabalham em hospitais, delegacias e outros serviços. “As oficinas capacitam os profissionais envolvidos na rede para, por exemplo, reconhecer os tipos de violência, as ações que devem ser desenvolvidas para tratar a gravidez indesejada, as doenças sexualmente transmissíveis,” lembrou a responsável pelo Programa de Violência contra a Mulher da Geape/SES, Ana Targino.
        
Ela informou que os treinamentos também vão capacitar os profissionais que trabalham nos hospitais para adotar a ficha de notificação compulsória que mostrará a real situação do número de casos de violência com mulheres, crianças e adolescentes na Paraíba.
        
Palestras – Pela manhã , a representante da área técnica da Saúde da Mulher do Ministério da Saúde, Liliane Brune, fará palestra sobre a ‘Importância da intersetorialidade no enfrentamento à violência doméstica’. Marta Silva, também do Ministério, falará sobre a ‘Atuação do Ministério da Saúde no enfrentamento da violência contra a mulher’. Douraci Vieira, do Programa Estadual de Políticas para Mulheres, encerrará o ciclo de palestras da manhã com o tema ‘Política pública e enfrentamento à violência contra mulher.      

À tarde, haverá debates, mesa redonda e um novo ciclo de palestras. Também haverá um momento para apresentação de experiências de atenção à mulher, criança e adolescente em situação de violência, no Estado, a exemplo do programa desenvolvido na Maternidade Frei Damião. O encerramento será às 18h.

 
Da Assessoria de Imprensa da SES-PB