João Pessoa
Feed de Notícias

SES participa da abertura do IV Encontro Macrorregional Nordeste em Saúde do Trabalhador

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013 - 16:55 - Fotos:  Ricardo Puppe

Pela primeira vez, a Paraíba sedia o Encontro Macrorregional Nordeste em Saúde do Trabalhador. Na abertura, realizada nesta quarta-feira (4) à noite, estavam presentes participantes de nove estados nordestinos. A solenidade foi realizada no Instituto de Religião João Pessoa (Igreja dos Mórmons), na Praça Castro Pinto, onde o evento ocorrerá até a próxima sexta-feira (6), sob a coordenação do Centro de Referência Estadual em Saúde do Trabalhador na Paraíba (Cerest-PB), órgão ligado à Secretaria de Estado de Saúde (SES).

O secretário de Estado da Saúde, Waldson Dias de Souza, abriu o evento falando na importância do evento discutir política. “Os problemas políticos são os maiores fatores de desagregação do Nordeste e na saúde o problema é muito concentrado”, afirmou.

Waldson falou sobre esse assunto porque o representante do Ministério da Saúde, Roque Veiga, disse que precisava da parceria do secretário para fazer vigilância e promoção da saúde e para isso tem que sensibilizar a população e agilizar os prefeitos. Roque é coordenador nacional em saúde do trabalhador e fez a palestra de abertura, intitulada “‘Balanço da Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora no SUS com enfoque na Região Nordeste’.

Ele lembrou que em todo país existem 210 Cerest e falou do problema da sub-notificação no que diz respeito à saúde do trabalhador e lembrou que o próprio Sistema Único de Saúde (SUS) tem que ser parceiro. “Se o Samu atende um motoqueiro acidentado e ele é um entregador de pizza, este detalhe tem que ser levado em conta e registrado, pois de repente o acidente ocorreu devido ao excesso de serviço deste trabalhador”, comentou, lembrando que boa parte dos caixas de supermercados é afastada por problemas mentais, devido às pressões da própria empresa, dos clientes que reclamam na fila e outras situações e ressaltou a importância de práticas de promoção da saúde, como fazer exercícios, ter uma alimentação saudável e reduzir o sal e o açúcar.

Para a coordenadora geral do Cerest-PB, Celeida Barros, através do Encontro, será possível perceber o que avançou, o que atravancou e fazer planos para avançar. Ela lembrou que estão participando do evento secretários de saúde, profissionais da Vigilância em Saúde, Atenção Básica, Gerências Regionais de Saúde e órgãos parceiros a exemplo da Superintendência Regional do Trabalho (SRTE), INSS, Ministério Público do Trabalho, (MPT), Sindicatos, Associações e vários outros órgãos entidades ligadas ao trabalhador.

Segundo ela, hoje o setor onde se registra o maior número de acidentes de trabalho é o da construção civil devido ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que tem proporcionado o aumento da mão de obra e muitas vezes esses trabalhadores não têm e não recebem nenhuma noção de segurança no trabalho antes de iniciarem as suas atividades e isso contribuiu para que ocorram acidentes. Outro setor onde se registra muitos acidentes de trabalho é a área de saúde, principalmente com objetos perfuro-cortantes.

Durante a solenidade de abertura outro problema comentado foi o uso indevido e indiscriminado de agrotóxicos, que tem trazido sérios problemas de saúde, não só para quem manuseia esses produtos, como também para quem consome legumes e frutas e hortaliças que recebem esse veneno. Para enfrentar esse problema, o Cerest-PB está com um projeto em andamento para ser aprovado e colocado em prática e que tem como principal objetivo identificar as áreas de risco para que sejam tomadas as devidas providências. O projeto prevê ainda a criação de um Serviço de Referência em Toxicologia.

Sobre o Serviço – O principal objetivo do Cerest-PB  é fortalecer a política de saúde do trabalhador no Estado, capacitando a Rede SUS para  identificar, notificar e reabilitar o trabalhador  adoecido na sua atividade produtiva ou que sofreu acidente de trabalho, como também disseminando as ações  em saúde do trabalhador em todos os níveis de atenção à saúde do SUS, além de promover o ambiente e o processo de trabalho saudável. “O serviço é um aliado para melhorar as notificações do SUS”, destacou.

Veja a programação do evento:

2º Dia (05/12/2013)

Manhã

8h30 às 9h – Palestra – ‘Potencialidades da Atenção Básica na Saúde do Trabalhador’ (Professora Dra. Jandira Maciel da Silva – UFMG); Palestra – ‘Política de Desenvolvimento Econômico Social da Região Nordeste: cenário do desenvolvimento da região, considerando as similaridades, diferenças, composição da força de trabalho, ramos produtivos existentes, incentivos fiscais para sua instalação, distribuição geográfica desses locais, e força sindical do setor’ (Prof. Dr. Ademir Alves de Melo – UFPB)

9h às 9h15 – 1º trabalho (Experiência na Atenção Básica/PE)

9h15 às 9h30 – 2º trabalho (Experiência no Planejamento/BA)

9h30 às 10h – Debate

10h às 10h30 – Palestra – ‘Vigilância em Saúde do Trabalhador’ (Professor Dr. Tarcísio Márcio Magalhães Pinheiro – UFMG)

10h30 às 10h45 – 1º trabalho (Experiência em Vigilância/PB)

10h45 às 11h – 2º trabalho (Experiência em Vigilância/)

11h às 11h30 – Debate

11h30 – Almoço

Tarde

14h às 14h30 – Palestra – Conselho Nacional de Saúde / CIST Nacional (Geordeci Menezes de Souza – Coordenador da CIST Nacional/CNS/MS)

14h30 às 15h – Debate

15h às 15h30 – Coffee Break

15h30 às 17h – Trabalho em grupo

3º Dia (06/12/2013)

Manhã

8h às 8h30 – Abertura e direcionamento dos trabalhos em grupo

8h30 às 12h – Conclusão dos trabalhos em grupo

12h – Almoço

Tarde

14h às 15h – Apresentação dos grupos

15h às 15h30 – Debate

15h30 às 16h – Encaminhamentos/encerramento

Entrega de certificados

16h – Coffee Break