Fale Conosco

25 de janeiro de 2013

SES marca presença em comemoração ao Dia Municipal da Paz no Trânsito



familiavitima1“Um momento para que as pessoas reflitam mais sobre as atitudes, responsabilidades e deveres no trânsito, além de ser uma oportunidade para um grito pedindo paz”,  essa foi a definição que os familiares de vítimas de acidentes de trânsito deram para o evento ocorrido nesta quinta-feira (24) , no Busto de Tamandaré, na praia de Tambaú, em João Pessoa, em comemoração ao Dia Municipal da Paz no Trânsito.

Para compor a mesa foram convidados o Secretário de Estado da Saúde, Waldson Dias de Souza, Carol Lopes filha de Fátima Lopes, O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil-PB (OAB-PB), Odon Bezerra, o Vereador Bruno Farias (PPS), O Tenente Coronel Paulo Sérgio do Batalhão de Policiamento de Trânsito da Paraíba (BPTran), o patrulheiro da PRF, Cledson Augusto Ferreira, Almir Laureano da Federação Espírita, Pe. Zé Carlos representando a igreja Católica, além de outras autoridades do trânsito e familiares de vítimas de acidentes de trânsito.

discurso1O Dia Municipal da Paz no Trânsito foi instituído pela Lei 11.973/2010, proposta pelo vereador Bruno Farias (PPS). Este é o terceiro ano que o evento acontece. As atividades ocorrem em memória da defensora pública Fátima Lopes, que morreu em acidente de trânsito na Avenida Epitácio Pessoa, e das demais vítimas da violência no trânsito.

A campanha pela paz no trânsito tem o apoio da Fundação Fátima Lopes, Governo do Estado da Paraíba, OAB-PB, Funjope, Detran, BPTran, Semob, Polícia Rodoviária Federal, Hospital de Trauma, Cruz Vermelha, Samu e empresa Transnacional.

Familiares de pessoas que morreram no trânsito deram depoimentos relacionadas ao momento de dor e perda que viveram. “Como médico posso afirmar que uma das cenas mais chocantes que presenciei em toda a minha carreira de medicina foi quando presenciei o corpo de minha irmã sem sinais de vida em uma maca do hospital, após um acidente de carro”, disse Otávio Lopes, irmão de Fátima Lopes.

Geral1Números dos Hospitais de Trauma

O número de ocorrências registradas no Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, entre o último dia de 2012 e o primeiro dia de 2013 caiu 35,3% em relação ao mesmo período do ano passado. A queda de quase 50% no número de acidentes de motocicleta, campeã no número de ocorrências, foi o principal motivo da redução nos atendimentos. Os acidentes de automóvel (-37,5%) e os atropelamentos (-33,3%) também registraram queda.

Hospital de Trauma de João Pessoa
NATAL
Motivo

Jan

Automóvel

14

Bicicleta

6

Moto

100

Ônibus

0

Atropelamento

20

Total

140

* números do dia 22 ao dia 25
ANO NOVO
Motivo

Jan

Automóvel

10

Bicicleta

11

Moto

81

Ônibus

0

Atropelamento

12

Total

114

* números do dia 29 ao dia 1º

 

Já o Hospital Estadual de Emergência e Trauma Dom Luis Gonzaga Fernandes, em Campina Grande, atendeu 1.161 pacientes, entre urgências e emergências entre os dias 22 e 25 de dezembro.

No período de 29 de dezembro a 1º de janeiro deste ano foram 1.093 pacientes atendidos no Hospital de Trauma de Campina Grande, entre urgências e emergências.