Fale Conosco

29 de junho de 2012

SES faz apelo aos pais para imunização contra paralisia infantil



Até esta sexta-feira (29), 241 mil crianças foram vacinadas contra a paralisia infantil na Paraíba. Esse número equivale a 81,64% da meta estadual, que é vacinar 295.190 crianças.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) está reforçando o apelo para que os pais levem seus filhos menores de cinco anos (até 4 anos, 11 meses e 29 dias) até os postos de vacinação espalhados pelo Estado para receberem as gotinhas.

De acordo com a chefe do Núcleo de Imunização da SES, Missânia Moreira, a campanha de vacinação contra a paralisia infantil no Estado está dentro do esperado. “É normal que nessas semanas de festejos juninos diminua o número de imunizações devido ao fato de muitas famílias viajarem, mas já estamos com um bom índice e esperamos alcançar a meta até o fim da campanha” afirmou.

A abertura da campanha aconteceu no município de Pedro Régis, no último dia 16. A cidade foi escolhida porque, no ano passado, não conseguiu alcançar a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde, que era de vacinar 95 % das crianças nas duas fases da campanha. A SES distribuiu 330 mil doses da vacina oral contra a paralisia infantil nas Gerências Regionais do Estado.

A paralisia infantil, também conhecida como poliomielite, é uma doença infecto-contagiosa aguda, causada por vírus, e caracterizada por um quadro de paralisia flácida, de início súbito. Ela foi praticamente erradicada nas áreas desenvolvidas com a vacinação sistemática das crianças, mas o vírus ainda está ativo em alguns países da África e da Ásia. Para evitar que seja reintroduzido nas regiões que não registram mais casos da doença, as campanhas de imunização devem ser repetidas todos os anos. A paralisia infantil está erradicada nas Américas desde 1994. O último caso no Brasil aconteceu no ano de 1989, na cidade de Sousa (PB).

A campanha acontece até o dia 6 de julho, das 8h às 17h. Em 2011, a Paraíba superou a meta de vacinação contra a poliomielite estabelecida pelo Ministério da Saúde. Segundo Missânia Moreira, é importante que os pais compreendam a importância da vacinação. “Os pais precisam entender que com apenas duas gotinhas a criança fica protegida contra a paralisia infantil. Por isso devem procurar até dia 6 um posto de saúde mais próximo de sua casa para imunizar seu filho”, concluiu.