Fale Conosco

27 de dezembro de 2011

SES exibe filme nesta quarta para lembrar o Dia do Sanitarista



Para lembrar o Dia do Sanitarista (2 de janeiro), a Secretaria de Estado da Saúde (SES) exibe o filme “Contágio”, às 14h30 desta quarta-feira (28), no Centro Formador de Recursos Humanos (Cefor). A exibição é destinada a funcionários da Vigilância em Saúde, do Laboratório Central de Saúde Pública, das agências Estadual e Nacional de Vigilância Sanitária, da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero) e de Núcleos Hospitalares de Vigilância Epidemiológica.

A gerente executiva de Vigilância em Saúde da SES, Júlia Vaz, explicou que o filme se desenrola como uma Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional (Espin), ambiente de atuação dos sanitaristas, epidemiologistas e infectologistas. “No momento da exibição, distribuiremos pipoca, refrigerante e amendoim entre os participantes, com o objetivo de criar um ambiente semelhante ao do cinema”, disse Júlia.

Após a exibição do filme serão levantados e discutidos pontos importantes de atuação da Vigilância em Saúde. De acordo com Júlia, o sanitarista é aquele profissional que está diretamente ligado à área de Vigilância em Saúde, e sua primordial função é a de servir a coletividade, aliviando o sofrimento da população nos eventos de massa.

Conforme Júlia, a especialidade de sanitarista passou por inúmeras transformações ao longo de sua história. Atualmente, insere-se na área de conhecimento denominada de Saúde Pública ou Saúde Coletiva, e se caracteriza pela natureza multiprofissional e interdisciplinar. Os sanitaristas mais famosos do Brasil foram Osvaldo Cruz e Carlos Chagas, que se destacaram não só pelas grandes pesquisas cientificas que realizaram, mas principalmente pelo impacto social que elas tiveram.

O médico sanitarista é um profissional que analisa a saúde pública local, categorizando os problemas em ordem de prioridades, propondo soluções e alternativas e até estima os recursos necessários para que as medidas propostas possam ser executadas. Este profissional associa seus conhecimentos de medicina aos de saúde pública e atua nos níveis local, regional ou central, sendo de suma importância para melhorar a qualidade do serviço de saúde.