Fale Conosco

9 de julho de 2009

Servidores da Secretaria de Saúde são treinados para o uso do veículo fumacê



Técnicos que atuam no combate, controle e prevenção da dengue no Estado fizeram uma demonstração prática do trabalho do fumacê contra o mosquito Aedes aegypti, na manhã desta quinta-feira (9). A atividade aconteceu numa área ao lado do Parque Zoobotânico Arruda Câmara (Bica), em João Pessoa, e fez parte de uma capacitação sobre o uso do inseticida a ultra baixo volume (UBV), promovida pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). O treinamento teve início na quarta-feira (8), com aula teórica, no auditório do Hemocentro, na Avenida Pedro II.

O gerente operacional de Vigilância Ambiental da SES, Nilton Guedes do Nascimento, lembrou aos técnicos as orientações e procedimentos para a aplicação dos praguicidas. “O fumacê só atinge o mosquito adulto e, principalmente, as fêmeas infectadas, mas não tem eficácia junto às larvas. Ele só deve ser usado quando a população deixa de tomar as medidas de prevenção e controle, que é identificar e eliminar os criadouros do mosquito”, explicou, acrescentando que o uso indiscriminado do inseticida pode causar resistência do mosquito. 

Além de capacitados sobre a forma correta de usar os inseticidas, os técnicos também receberam orientações de como consertar pequenos problemas na máquina, quando estiverem realizando o trabalho de campo. 36 profissionais participaram do treinamento, entre técnicos, motoristas e operadores que trabalham com o uso do inseticida a UBV e que fazem parte das regionais de Saúde João Pessoa, Campina Grande, Guarabira e Itabaiana.

No próximo mês, outros técnicos das outras regionais (13, no total) também serão capacitados. Nilton Guedes explicou que a capacitação tem como principal objetivo melhorar a qualidade e dar mais eficiência ao trabalho do fumacê. Segundo ele, a SES vem dando todo apoio na execução das ações de combate, controle e prevenção em todos os municípios paraibanos.

O Estado mantém 16 carros-fumacês em uso para aplicar os praguicidas. Os técnicos do Núcleo de Entomologia da SES realizam testes periódicos e verificam a eficiência e a resistência dos inseticidas.

Da Assessoria de Imprensa da SES-PB