João Pessoa
Feed de Notícias

Serviços de saúde de 42 municípios passam por fiscalização da SES

sexta-feira, 27 de novembro de 2009 - 11:07 - Fotos: 

A equipe de Supervisão Técnica Integrada da Secretaria de Estado da Saúde (SES) inspecionou, nesta quinta-feira (26), os serviços de saúde da 3ª gerência regional, formada por Campina Grande e mais 41 municípios. Nos últimos nove meses, os técnicos já visitaram 11 regionais. Durante os encontros, é feita uma avaliação conjunta de todos os equipamentos do Estado servindo à população da região, a exemplo da sede do Núcleo Regional, hospital, Hemocentro, Centro de Dispensação de Medicamentos Excepcionais (Cedmex) e banco de leite humano.

O coordenador da supervisão e assessor especial da SES, Estanislau Barbosa de Lucena, explicou que a intenção não é fiscalizar para punir, mas para identificar falhas administrativas, dificuldades na assistência aos usuários, falta ou necessidade de recuperação de equipamentos e outros empecilhos que podem e devem ser corrigidos no cotidiano da administração pública. No Núcleo Regional, foram  observados a estrutura física, material, recursos humanos e o processo de supervisão dos técnicos da regional nos municípios.

“O objetivo é resgatar o verdadeiro papel das regionais, que são os braços da Secretaria de Estado da Saúde nos municípios. Os técnicos e supervisores das regionais dão assessoria técnica aos municípios nas áreas de atenção básica, imunização, epidemiologia e vigilância ambiental, fortalecendo a assistência, o planejamento, a regulação e apoiando os gestores para que possam organizar seus sistemas. A Secretaria precisa estar junto orientando e inspecionado o trabalho”, explicou.

A equipe da Supervisão Integrada é formada por 10 técnicos nas áreas de auditoria, medicamentos excepcionais, financeiro, pessoal, TFD, assistência, enfermagem, processamento e administração. O chefe do Núcleo de Assistência Hospitalar da SES, Valdemir Campos, coordenou a equipe que inspecionou o Hospital Regional de Campina Grande. “No geral, o hospital está funcionando bem. As dificuldades são nas instalações físicas, um problema que deverá ser resolvido, no próximo ano, com a entrega do Hospital de Trauma”, disse. 

A intenção da SES é realizar uma supervisão integrada (com técnicos de várias áreas) em cada uma das 13 regionais de saúde a cada seis meses. No entanto, há fiscalizações constantes de técnicos do núcleo central da SES aos serviços de competência do Estado, especialmente aos hospitais.

Assessoria de Imprensa da SES