João Pessoa
Feed de Notícias

Serviço Social do Hospital de Trauma realizou 386 mil atendimentos em 2016

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017 - 17:01 - Fotos: 

O Serviço Social do Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena e do Hospital de Traumatologia e Ortopedia da Paraíba (Htop) realizou 386 mil atendimentos, no período de janeiro a dezembro de 2016, incluindo assistência a pacientes, familiares e acompanhantes.

De acordo com a coordenadora do setor, Francisca Neuma Ribeiro, no Hospital de Trauma e Htop é desenvolvido um trabalho focado na humanização. “Foi um ano de muitas realizações. Desenvolvemos projetos, campanhas e programas voltados para pacientes, familiares e acompanhantes. Os resultados foram excelentes, pois conseguimos conquistas significativas”, ressaltou.

Em 2016, destacaram-se as campanhas de sensibilização referentes à doação de sangue, órgãos e tecidos.  Além disto, também  foram realizados trabalhos de escuta qualificada com pacientes, familiares e acompanhantes, palestras sobre normas e rotinas hospitalares, reuniões semanais, entre outras atividades.

As ações desenvolvidas na unidade de saúde são orientadas a partir de Parâmetros Nacionais de atuação dos profissionais de saúde (documento elaborado pelo Conselho Federal de Serviço Social),  código de ética e pela lei que regulamenta a profissão, que devem ser observados e respeitados.

Serviço - O Serviço Social funciona 24 horas com 35 assistentes sociais que atendem no Hospital de Trauma e Htop. Na rotina dos hospitais, as atribuições vão desde esclarecer e orientar os pacientes sobre seus direitos e prestar informações administrativas, passando por encaminhá-los para realização de exames externos, solicitação de ambulância e transferência hospitalar, até apoio e acolhimento aos familiares.

Pessoas não identificadas –  Quando um paciente chega à unidade hospitalar sem documentação, as assistentes sociais realizam os seguintes procedimentos: o primeiro passo é divulgar na imprensa, por meio da Assessoria de Comunicação, que é responsável pela veiculação nos meios de comunicação do Estado. Simultaneamente, realiza-se uma consulta à rede de assistência e prefeituras (se o paciente for de outro município).  Quem tiver um parente desaparecido, pode consultar o serviço de Assistência Social pelo telefone 3216-5732 ou ir pessoalmente ao Hospital de Trauma.