João Pessoa
Feed de Notícias

Seminário sobre microcefalia reúne cientistas de vários países na Paraíba

quarta-feira, 16 de março de 2016 - 10:39 - Fotos:  Secom-PB

O Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), promoveu, nessa terça-feira (15), o Seminário Estadual “Microcefalia: Novas Evidências e Modelos de Enfrentamento”. O evento reuniu pesquisadores brasileiros e dos Estados Unidos, Israel, Inglaterra, Canadá e Japão, de forma presencial e online. O seminário contou com cerca de três mil pessoas, entre cientistas, estudantes universitários, profissionais de saúde e voluntários da Cruz Vermelha, no Teatro Pedra do Reino, no Centro de Convenções de João Pessoa.

A abertura solene foi realizada pela vice-governadora, Lígia Feliciano e a secretária de Estado da Saúde, Roberta Abath. “Com este seminário, a Paraíba chama a atenção para a pesquisa que chega num momento em que estamos ansiosos por respostas. O Governo é comprometido em salvar vidas e, através deste evento e de outras ações que vêm sendo executadas, estamos oferecendo uma grande contribuição para combater este mal que assola o país e o mundo”, disse a vice-governadora.

Para a secretária Roberta Abath, o seminário é o resultado de um trabalho de parceria que vem sendo construído. “Num momento em que o Brasil enfrenta uma grande crise, estamos unidos rumo a uma solução, numa demonstração clara de que, por maior que seja o problema, devemos sempre enxergar soluções que chegam por meio da união de esforços”, falou.

A secretária destacou ainda a importância da parceria com a Cruz Vermelha Brasileira, que disponibilizará cinco mil voluntários para as ações de combate ao mosquito transmissor da dengue, chikungunya e do vírus zika, um dos possíveis causadores da microcefalia.

“Declaramos guerra contra o mosquito e as doenças causadas por ele. Com apoio internacional da Cruz Vermelha e a parceria com o Governo do Estado, nosso exército vai somar forças criando sinergia para melhores resultados”, disse o presidente da Cruz Vermelha na Paraíba, Sílvio Guerra.

Logo após a abertura solene, foram realizadas várias conferências. A programação ainda contou com a mesa-redonda “Muito além da microcefalia: possíveis efeitos das arboviroses emergentes nas populações humanas de todo o planeta”, onde foram apresentados temas como “comprometimento fetal e neonatal”; “novos testes diagnósticos”; “Paraíba: unindo o mundo no combate ao vírus zika” e avaliação do Ministério da Saúde.

“Junto com os estados e municípios, o Governo Federal está trabalhando para que cada criança com microcefalia tenha a atenção que merece”, garantiu Alexandre Medeiros, representante do Ministério da Saúde.

No encerramento, houve apresentação do Centro de Atividades Especiais Helena Holanda que tem o objetivo de promover a inclusão social de pessoas com deficiência e idosas, por meio da arte. A apresentação empolgou a plateia que foi convidada para subir ao palco, dançar e compartilhar da alegria dos componentes do grupo, exemplos de superação dos limites.