Fale Conosco

25 de julho de 2016

Seminário sobre Base Nacional Comum Curricular começa nesta terça em João Pessoa



A Secretaria de Estado da Educação (SEE), em parceria com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e Ministério da Educação MEC, realiza a partir das 9h desta terça-feira (26), na Escola Técnica Estadual Pastor João Pereira Gomes Filho, em Mangabeira, na Capital, o Seminário Estadual da Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

O objetivo do evento é analisar a segunda versão do documento, que pretende reforçar o ensino nas escolas brasileiras. O momento é de indicar alterações, supressões ou acréscimos ao texto. O debate, que acontece em todo o Brasil, ocorre até esta quarta-feira (27), em João Pessoa.

A abertura do Seminário será feita pela secretária executiva de Estado de Gestão Pedagógica da Educação (SEE), Roziane Marinho. O debate sobre a Base Nacional Comum Curricular terá participação de professores, doutores e outros representantes da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), da União dos Conselhos Municipais de Educação (Uncme), do Conselho Estadual de Educação (CEE), do Fórum Estadual de Educação, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e outros órgãos e entidades ligados à área de educação.

Além de palestras, o evento vai ser dividido em 27 grupos de trabalhos, onde a discussão sobre o que deve ser alterado, acrescentado ou retirado da BNCC deve ser, ainda mais, eficiente. Na tarde da quarta-feira, acontece a Plenária Final, com a apresentação dos resultados e encaminhamentos finais. Depois disso, um relatório deve ser encaminhado ao Comitê Executivo Nacional da BNCC.

Plano Nacional de Educação – A construção da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) para a educação básica é uma atribuição do Ministério da Educação para o atendimento de metas e estratégias do Plano Nacional de Educação (PNE). Foram vários meses de debate e mais de 12 milhões de contribuições a esta segunda versão do texto, isso em todo o Brasil. Todos os Estados, além do Distrito Federal, vão realizar seminários e cada comitê organizador vai elaborar um relatório e encaminhar ao Comitê Executivo Nacional. Em seguida, o Ministério da Educação deve elaborar a versão final da BNCC.