João Pessoa
Feed de Notícias

Seminário é resultado de parceria entre ABDEH,a Secretaria de Estado da Saúde e a Agevisa

quarta-feira, 16 de junho de 2010 - 18:45 - Fotos: 
A Associação Brasileira para o Desenvolvimento do Edifício Hospitalar (ABDEH) – Regional da Paraíba, em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (SES) e apoio da Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa), realiza a partir desta quinta-feira (17), em João Pessoa, o Seminário sobre Sistemas de Tratamento e Distribuição de Água para Hemodiálise. O objetivo do evento é discutir as novas normas para o funcionamento desses sistemas, de acordo com o que estabelece a Resolução 33/2008, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O seminário acontece a partir das 8h30, na Associação Médica da Paraíba, e termina na sexta-feira (18). Estão sendo oferecidas 80 vagas, mas até o início da manhã desta quarta-feira (16), 46 já haviam sido preenchidas. As inscrições custam R$ 10,00 para associados da ABDEH e R$ 25,00 para não associados e podem ser feitas no local do evento, que vai capacitar técnicos de vigilâncias sanitárias estaduais e municipais da Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte, além de gestores, médicos e enfermeiros dos serviços de hemodiálise dos três estados. Também foram convidados arquitetos, engenheiros, farmacêuticos e químicos, que atuam em unidades de diálise.

Teresa Lira, arquiteta da Subgerência de Acompanhamento de Serviços de Engenharia Sanitária da SES e diretora da ABDEH Regional da Paraíba, explicou que todos os serviços de hemodiálise em construção, reforma ou ampliação precisam se adequar à resolução. Isso inclui os públicos e privados. “No seminário, teremos a participação de técnicos da Anvisa, que vão esclarecer todas as dúvidas dos participantes, em relação às novas normas tratadas pela resolução, que é recente, tem apenas dois anos”, disse.  

Programação – Além da apresentação e discussão da Resolução 33/2008, haverá uma palestra sobre as complicações clínicas relacionadas com a água da hemodiálise e outra enfocando a manutenção de equipamentos utilizados no serviço. A programação inclui, também, uma visita técnica à Unidade de Tratamento de Água para Hemodiálise do Hospital Amip, em João Pessoa, prevista para as 9h da sexta-feira (18). Mais informações sobre o evento podem ser obtidas no site www.abdeh.org.br.

Licença – Antes de entrar em funcionamento, qualquer serviço de hemodiálise precisa ter a licença da Vigilância Sanitária, seja do Estado ou município. O órgão acompanha todas as etapas da implantação do serviço. “Primeiro, a vigilância precisa aprovar o projeto arquitetônico e, se o mesmo estiver dentro das normas, é liberado o início da obra. Depois que a obra é concluída, a Vigilância faz uma nova fiscalização, antes de liberar o funcionamento do serviço. Nesse processo, está incluída a aprovação do sistema de abastecimento de água, que é vital para que o serviço funcione bem”, disse Teresa.

Da Assessoria de Imprensa da SES/PB