Fale Conosco

19 de dezembro de 2011

Selo Ceasa vai ser aplicado nas centrais de abastecimento da Paraíba



A partir do próximo ano, a Empresa Paraibana de Abastecimento e Serviços Agrícolas (Empasa) se encarregará de criar e emitir o Selo Ceasa, em que o produto passa por uma análise residual de agrotóxico antes de chegar ao comerciante e, deste, ao consumidor. A decisão foi tomada em uma reunião preliminar realizada na sede da Empasa, envolvendo representantes do Ministério Público, Defesa Agropecuária Vegetal e supermercadistas.

Durante a reunião, também ficou acertado que a diretoria da Empasa, por meio do presidente José Tavares, vai promover encontros com os representantes das associações de comerciantes, objetivando mobilizá-los sobre a importância do selo no aumento das vendas, já que os consumidores estão exigindo mais qualidade e segurança. “Temos de fazer um trabalho em conjunto, com ações itinerantes antes de os produtos chegarem às feiras livres. Que cada administrador faça sua parte, não deixando o comerciante receber mercadorias sem o Selo Ceasa”, observou.

O promotor do consumidor do Ministério Público Estadual, Francisco Gualberto Bezerra, fez um relato das ocorrências registradas nas fiscalizações efetuadas em parceria com a Defesa Vegetal e pediu empenho da Empasa na solução do problema, que é de saúde pública.

A uniformização nos procedimentos e a celebração de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) devem ser postos em vigor logo no início do próximo ano, visando estipular um prazo para que oS Ceasa seja implementado, e, ao mesmo tempo, garantir a qualidade do produto comercializado ao consumidor.