João Pessoa
Feed de Notícias

Segurança se reúne com empresários e Ministério Público para coibir roubos a postos de combustíveis

segunda-feira, 26 de agosto de 2013 - 18:32 - Fotos: 

O secretário da Segurança e da Defesa Social, Cláudio Lima, se reuniu, na manhã desta segunda- feira (26), com o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e Derivados de Petróleo no Estado da Paraíba (Sindpetro), Omar Hamad, e outros empresários do ramo para traçar ações de enfrentamento aos crimes contra o patrimônio relativos a esses estabelecimentos comerciais. O encontro, que aconteceu na sede da pasta, em Mangabeira, Capital, foi acompanhado pelo promotor do consumidor, Francisco Glauberto Bezerra, e ainda pelo comandante geral da Polícia Militar, Euller Chaves, o delegado geral de Polícia Civil, Carlos Alberto Ferreira da Silva, além dos responsáveis pela 1ª Região Integrada de Segurança Pública (Reisp), delegado Wagner Dorta e o coronel Jefferson Pereira.

O ponto principal da reunião foi a necessidade de elaborar um plano de segurança para prevenir ações criminosas que colocam em risco a vida e a segurança dos funcionários e dos clientes dos postos de combustíveis, principalmente em João Pessoa. Entre as propostas está o monitoramento 24 horas destes estabelecimentos com um sistema de câmera interligado com a Polícia, para possibilitar uma identificação imediata de criminosos envolvidos nas ocorrências.

A sugestão foi aceita pelo representante do Sindpetro, Omar Hamad, para quem é necessário o acompanhamento das Polícias. “Vamos repassar aos empresários a necessidade de investir em serviços de monitoramento de vídeo de boa qualidade porque as imagens serão muito importantes para a identificação dos criminosos”, frisou. Omar Hamad também se comprometeu a passar todas as informações referentes aos assaltos ocorridos nos últimos meses aos postos de combustíveis para ajudar nas investigações.

Para o promotor do consumidor, Francisco Glauberto Bezerra, tanto o Estado quanto as empresas privadas têm responsabilidades no tocante à segurança. “A Secretaria da Segurança e Defesa Social está fazendo a parte dela, mas para que se tenha resultados melhores é preciso que a iniciativa privada também entenda que faz parte deste processo de combate à violência, fornecendo informações das ocorrências e da estrutura de segurança. Só assim será possível fazer uma investigação e alcançar o objetivo de prender os bandidos”, afirmou o promotor.

Glauberto Bezerra também destacou a importância do trabalho em conjunto no combate aos crimes, porque, segundo ele, é com a elaboração de estratégias e ações que se reduz a criminalidade e coloca em prática o que determina a Constituição que mostra que todos têm obrigação para promover a segurança.

Segundo o secretário Cláudio Lima, tanto a Polícia Militar quanto a Polícia Civil já estão empenhadas na prevenção e repressão a esse tipo de crime. “A 1ª Reisp já estruturou o seu planejamento para reforçar o policiamento nos principais corredores da cidade, de acordo com análise realizada pelo Núcleo de Análise Criminal e Estatística, que apontou as localidades onde mais foram registradas ocorrências. Os policiais civis, por sua vez, trabalham para identificar os acusados pelos crimes ocorridos, com auxílio da Inteligência. Ou seja, o sistema de segurança continua empenhado para reduzir esses índices. Para isso, conta com a colaboração dos empresários no registro das ocorrências e na priorização do repasse das informações às Polícias”, frisou o chefe da pasta.

A reunião durou quase três horas e no final foi assinado o Termo de Compromisso dando um prazo de dez dias para a aplicação das primeiras medidas acordadas, tal como o monitoramento.