João Pessoa
Feed de Notícias

Segurança planeja ações de repressão à violência no Litoral Sul

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015 - 18:20 - Fotos: 

O secretário executivo da Segurança e da Defesa Social, Jean Nunes, se reuniu na manhã desta quarta-feira (2) com gestores das Polícias Militar e Civil integrantes a 6ª Área Integrada de Segurança Pública (Aisp), com sede em Alhandra, e que compreende ainda os municípios de Conde, Pedras de Fogo, Pitimbu e Caaporã, todos no Litoral Sul do Estado.

O objetivo da reunião foi traçar metas para o enfrentamento à violência na localidade, analisando dados do Núcleo de Análise Criminal e Estatística (Nace) da pasta. “Viemos planejar de perto ações de prevenção e repressão qualificada, para otimizar o trabalho de forma integrada, de acordo com o que prevê o Programa Paraíba Unida pela Paz. O nosso maior foco é a redução de crimes contra a vida, os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), que são os homicídios dolosos ou qualquer outro crime doloso que resulte em morte, mas também estamos voltados para a redução dos crimes patrimoniais e repressão ao tráfico de drogas e apreensão de armas de fogo”, explicou o secretário.

Jean Nunes ainda destacou que o policiamento na área será intensificado, principalmente durante o mês de dezembro e período de veraneio, por conta da movimentação na região litorânea.

Na sede da 6ª Delegacia Seccional estiveram presentes, além do secretário, o delegado geral de Polícia Civil, João Alves, o comandante do policiamento metropolitano, coronel Lívio Delgado, o titular da 1ª Superintendência de Polícia Civil, delegado Marcos Paulo Vilela, além dos gestores locais: delegado seccional Aneilton Castro e o comandante da 1ª Companhia Independente de Polícia Militar, capitão Kelton Pontes.

Operações – As operações Avalanche 1 e 2 foram realizadas no Litoral Sul da Paraíba de maneira integrada. No dia 27 de novembro, houve a ocupação da comunidade Conjunto Mangabeira, no município de Caaporã. Um dos presos na operação, José Augusto de Oliveira Beltrão, de 20 anos, era integrante de uma associação criminosa responsável pela prática de vários homicídios na região.

No dia 1 de dezembro, foram cumpridas 10 prisões de pessoas suspeitas de associação para o tráfico na região, com dois cumprimentos de mandados de prisão preventiva e uma prisão em flagrante em Pitimbu e ainda o cumprimento de sete mandados dentro do Sistema Prisional, em João Pessoa.