Fale Conosco

Metodologia de Contagem
logo
  Com o objetivo de mensurar os índices de criminalidade na Paraíba e combatê-la por meio de repressão e prevenção qualificadas, a Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social (Sesds) criou, em 2011, o Núcleo de Análise Criminal e Estatística (Nace), subordinado à Assessoria de Ações Estratégicas da pasta.

   O setor tem como tarefa contabilizar os crimes registrados em território paraibano, principalmente aqueles contra a vida, intitulados Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), como o homicídio doloso e ou qualquer outro crime doloso que resulte em morte.

   Para mensurar a quantidade de assassinatos registrados em território paraibano, a metodologia de contagem utilizada pelo Nace é a multifonte, na qual vários órgãos contribuem para a criação de um banco de dados único. Ao mesmo tempo em que a Polícia Militar informa os dados preliminares das ocorrências, o Instituto de Polícia Científica (IPC) repassa ao setor a lista de cadáveres provenientes de morte violenta. Já a Polícia Civil complementa as informações por meio de dados de inquéritos policiais. Por fim, todos os documentos recebidos são conferidos em um processo de convalidação de dados.

Rigor na contagem

O Núcleo de Análise Criminal e Estatística da Sesds possui critérios bastante rigorosos. As mortes decorrentes de confronto policial são consideradas, bem como os assassinatos que acontecem dentro de unidades prisionais. Além disso, a contagem é realizada com base no número de vítimas e não no número de crimes ou eventos, como acontece em outros estados do Brasil. Isso confere à Paraíba uma das metodologias de contagem mais confiáveis do país no que se refere a CVLI.