João Pessoa
Feed de Notícias

Segurança alimentar é debatida durante seminário na Espep

terça-feira, 2 de abril de 2013 - 18:02 - Fotos: 

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Humano (Sedh), por meio do Núcleo de Segurança Alimentar (SAN), participou nesta terça-feira (2) do I Seminário Estadual de Monitoramento da Política Pública de Distribuição de Alimentos na Paraíba. O evento, realizado pelo Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional da Paraíba (Consea-PB), aconteceu no auditório do Espep, em João Pessoa.

Pela manhã, uma mesa redonda discutiu a segurança alimentar junto a terreiros, quilombolas, indígenas, ciganos, sem terra, população atingida por barragens e pescadores. Na parte da tarde, o debate foi sobre a distribuição de alimentos para grupos populacionais específicos.

Segurança Alimentar na Paraíba – A coordenadora do SAN da Sedh, Jacileide Lopes, destacou que o Governo do Estado tem realizado ações para garantir o direito à alimentação aos paraibanos, que é o mais importante dos direitos humanos.

“Neste evento tivemos a oportunidade de dar mais visibilidade ao que o Governo do Estado vem realizando na área de segurança alimentar no nosso Estado. Temos executado ações, também, junto às comunidades tradicionais como as aldeias indígenas e também nas comunidades quilombolas para que eles tenham acesso à alimentação e a arranjos produtivos”, disse.

A Sedh também coordena o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), que foi ampliado, e passou a atender 171 municípios paraibanos. O Programa consiste na compra da produção do pequeno agricultor familiar, gerando renda para o homem do campo. Toda a produção é distribuída entre instituições como escolas públicas, equipamentos sociais, creches e outras entidades que atendem a pessoas em situação de vulnerabilidade econômica e social.

Desafios – O presidente do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional da Paraíba (Consea-PB), Arimatéia França, frisou que um dos maiores desafios é ter uma relação com a sociedade do ponto de vista da alimentação, na questão da quantidade, qualidade e regularidade.

“A distribuição de alimento sempre foi um gargalo e é peça fundamental nesse processo de articulação para fazer chegar à mesa dos paraibanos a alimentação, com a garantia de segurança alimentar. Então é necessário que toda essa rede de organização, seja do governo federal, estadual e municipal esteja funcionando para que a alimentação chegue a todos”, disse.

Também participaram do evento o coordenador estadual do PAA, Ângelo Viana, a coordenadora da política estadual de inclusão produtiva para comunidades tradicionais da Sedh, Adelina Moreira, entre outros representantes do Governo do Estado.