João Pessoa
Feed de Notícias

Segunda missão do BID avalia como satisfatória estrutura da Prodetur

sexta-feira, 15 de julho de 2011 - 17:59 - Fotos: 
Secretário Renato Feliciano participou da reunião com representantes do BID. Foto: José Lins/Secom-PB

O Programa Regional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur) na Paraíba recebeu esta semana a segunda missão do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), em 2011. O objetivo da visita foi avaliar a capacidade institucional do Estado para receber um recurso de quase R$ 60 milhões, previsto na carta consulta aprovada junto ao BID. Nesta sexta-feira (15), em reunião com o secretário de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Renato Feliciano, a consultora do Banco, Vera Bazzanela, avaliou a estrutura estatal como satisfatória.

Conforme o gestor do Prodetur, Arnaldo Júnior, foi formalizado um “Ajuda-Memória”, que é uma ata contendo diretrizes e orientações a serem implementadas pela Setde/Prodetur. A missão foi iniciada na última segunda-feira, quando o gestor do Prodetur e o secretário Renato Feliciano começaram a apresentar a estrutura existente no Estado para gerir os recursos, que beneficiarão municípios do litoral paraibano.

Ao longo da semana, o BID avaliou capacidade técnica da Setde, do Prodetur e da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur) para realização, aquisição e execução das ações previstas na carta consulta. “Estamos caminhando para receber este investimento, que é da ordem de US$ 38 milhões. Estes recursos contribuirão para a consolidação da Paraíba enquanto destino turístico”, afirmou o secretário Renato Feliciano. Considerando a cotação do dólar nesta semana, os recursos previstos são de aproximadamente R$ 60 milhões.

De acordo com Renato Feliciano, o Prodetur está na fase de preparação de estudos e projetos para a contratação do empréstimo, que deve acontecer até o final do ano. “Estes recursos contemplarão diversas ações, que nós pretendemos executar a partir de 2012, nas áreas de infraestrutura, marketing e comercialização, questões ambientais, desenvolvimento do produto turístico e fortalecimento institucional”, afirmou.