João Pessoa
Feed de Notícias

Sedh homenageia mulher e capacita técnicos para enfrentamento à violência

quinta-feira, 8 de março de 2012 - 18:13 - Fotos: 

Foto: Severino Pereira/Secom-PB

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (Sedh) realiza, neste mês de março, uma série de atividades para saudar a mulher. Comandada por duas mulheres, a secretária Aparecida Ramos e a secretária executiva Edina Guedes Wanderley, a Sedh tem mais de 90% das gerências dos programas sendo executados por gestoras.

Neste Dia Internacional da Mulher, a rotina foi mudada com a realização de um café da manhã, a distribuição de chocolate e a leitura de uma crônica redigida pela servidora Luana Ferraz. O café foi fornecido pelos técnicos da Gerência de Segurança Alimentar.

Atendimento a mulher – Nesta quinta, o Programa Cidadão atuou nos municípios do Conde e Alagoinha, em parceria com as prefeituras. Durante o dia, cerca de 500 mulheres puderam ter acesso a documentos, dentre os quais Carteira de Identidade e CPF. Na terça-feira (7) o Programa Cidadão esteve no município de Duas Estradas. Na sexta-feira (9), será a vez de Cubati. Todos os eventos estão sendo realizados com foco principal na homenagem à mulher.

Mulher no comando – Na Casa da Cidadania de Manaíra, onde há uma média diária de atendimento de 750 pessoas, a coordenação dos trabalhos foi exercida pela servidora Benigna Honorato. Em Jaguaribe, onde é realizada uma média de mil atendimentos diários, a programação foi comandada pelas funcionárias Maria Inês de Figueiredo e Maria de Fátima Pereira.

Alerta contra violência – A Sedh, por meio dos Centros de Referência Especializados da Assistência Social (Creas), atende a todo tipo de casos de direito violado. Nos 92 Creas existentes na Paraíba, 72 municipalizados e 20 convertidos em pólos regionais, foram atendidas, no ano passado, 5.733 pessoas, sendo 3.443 do público feminino.

Visando disseminar o papel dos Creas e melhorar o serviço às mulheres vítimas de violência, uma capacitação para mais de 60 técnicos que atuam nos Creas municipais foi realizada na última terça-feira (6), no Espaço Cultural, em parceria com a Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana (semdh). Para Aparecida Ramos, é de fundamental importância dialogar sobre violência de gênero com os profissionais que fazem atendimento às vítimas.

“O enfrentamento à violência precisa ser feito de forma intersetorial, na perspectiva de construirmos relações verdadeiramente humanas. Por isso, estamos sempre realizando as capacitações e conversando com os técnicos para que o serviço à população esteja ainda mais qualificado”, afirmou.

Idosas – A Sedh coordena a Política Estadual da Pessoa Idosa, em que são atendidas 337 mulheres com 60 anos ou mais nos 16 grupos distribuídos na Paraíba, e ainda no Centro de Convivência do Idoso, localizado no bairro do Castelo Branco. Entre as atividades alusivas às mulheres, estão programadas palestras sobre o direito da mulher e da pessoa idosa, apresentação de peça teatral e recital de poesia.

Cursos profissionalizantes – Existem na Paraíba 16 Centros Sociais Urbanos (CSU’s) que oferecem cursos profissionalizantes variados destinados à população em geral. Em 2011 foram realizados alguns cursos específicos para o público feminino, beneficiando 729 mulheres com atividades como corte, escova e tratamento de cabelos, arte culinária, tranças e penteados afros, depilação, promotoria de vendas, cabeleireira assistente, coloração e mechas, maquiagem facial, artesanato, técnica de alisamento, pintura em tecido, manicure e pedicure, corte e costura e recepcionista.

Mulheres com câncer – Por meio do Núcleo de Acolhida Especial (NAE), a Sedh oferece apoio às pessoas do interior que estão em tratamento do câncer. No ano passado, foram registrados 1.957 casos, 1.070 dos quais atingindo mulheres.

Neste dia 8 de março, o NAE também fez uma homenagem às funcionárias e às mulheres que estão em atendimento. “No almoço, a gente hoje saiu um pouco da dieta, porque a alimentação tem que ser balanceada devido ao tratamento que elas recebem. Mas oferecemos um cardápio especial, que contou até com pudim na sobremesa e mensagem acompanhada de chocolate”, comentou a coordenadora do NAE, Maria de Lourdes Magno Bacalhau.