Fale Conosco

26 de fevereiro de 2013

Sedap e empresas vinculadas vão reforçar ações de comunicação



Unificar a linguagem para melhor informar o público sobre as ações do Governo do Estado no âmbito do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca. Essa foi a principal pauta da reunião do secretário Marenilson Batista, com os dirigentes das quatro empresas vinculadas à Secretaria do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca (Sedap). O encontro aconteceu na manhã desta terça-feira (26) na sede própria da Empresa Estadual de Pesquisa Agropecuária S.A. (Empasa), em Jacarapé.

O secretário Marenilson Batista informou que o trabalho entre a secretaria e suas vinculadas é feito de forma coordenada, sempre dialogando sobre os diversos temas. “Hoje nós estamos fazendo essa conversa sobre comunicação para que a população seja bem informada sobre os serviços que são executados pela Emater, Emepa, Empasa e Interpa e possam usufruir da melhor forma possível desses serviços”, declarou o secretário.

Marenilson Batista acrescentou que a reunião de planejamento também tratou de metas de produção e qualidade dos produtos com enfoque na inovação de tecnologias, para que se possa avançar em vários indicadores. “Por isso a importância de se investir na comunicação para que as informações cheguem de maneira eficaz às pessoas”.

“A articulação com a Secretaria de Estado da Comunicação Institucional (Secom) vai nos ajudar a transmitir o que temos a informar no campo da agropecuária. Esse diálogo com a Secom tem sido fundamental”, explica. Ainda de acordo com Marenilson, o produtor rural precisa estar bem informado sobre a variedade de produtos, estiagem, palma resistente, informação sobre créditos, ração subsidiada, enfim, um conjunto de informações que precisa chegar ao trabalhador do campo.

O presidente da Emepa, Manoel Duré, informou que o setor agropecuário do Governo do Estado desenvolve muitas ações e é preciso comunicar de forma eficaz sobretudo ao produtor rural, daí a necessidade de se investir no aprimoramento da comunicação da secretaria e suas vinculadas.

Para o presidente do Instituto de Terras e Planejamento Agrícola do Estado da Paraíba  (Interpa), Nivaldo Magalhães, o enfoque é necessário também para os dirigentes e técnicos da Secretaria do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca e de suas empresas vinculadas  para que todos tenham informes em sintonia e a população seja beneficiada com isto. “Nosso objetivo maior é fazer com que nossa comunicação chegue na ponta e a sociedade saiba que o Interpa trabalha com regularização fundiária, com crédito fundiário, que a Emepa trabalha com pesquisa e a Emater com assistência técnica”, disse.