Fale Conosco

13 de agosto de 2011

Sedap e Emater debatem cultivo do algodão agroecológico



Extensionistas da Emater Paraíba, técnicos de organizações não-governamentais e filhos de agricultores familiares vão participar, entre terça (16) e quinta-feira (18), do seminário “Capacitação sobre Sistema de Produção e Certificação de Algodão Agroecológico”, no auditório da Embrapa Algodão, em Campina Grande. O evento será promovido pela Rede Paraíba de Algodão Agroecológico e Embrapa Algodão, com apoio da Ong Arribaçã, Secretaria do Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), por intermédio da Emater Paraíba e Secretaria Executiva da Agricultura Familiar.

Segundo o coordenador regional da Emater em Campina Grande, José Sales Alves Wanderley Júnior, o evento tem como objetivo fortalecer as organizações de assessoria e as famílias agricultoras quanto ao processo de produção, certificação, beneficiamento e comercialização do algodão agroecológico. No encerramento do encontro, os participantes devem visitar as unidades produtoras.

A produção de algodão agroecológico branco e colorido em rama deverá atingir 171 toneladas neste ano no Estado.  O apoio do Governo do Estado, por meio da Sedap/Emater, está permitindo importante avanço na área plantada. Das 331 famílias produtoras, em 28 municípios numa área de 221 hectares, 197 recebem assistência técnica da empresa.

Em maio deste ano, um encontro realizado em Lagoa Seca reuniu agricultores familiares, Emater, sindicatos rurais, Ong’s e empresas compradoras de algodão, e serviu para discutir medidas que poderão consolidar avanços dessa cultura na Paraíba.