Fale Conosco

14 de dezembro de 2016

Sedap apoia Sindcoco contra concorrência na importação da água de coco



Com o objetivo de mostrar a importância da cadeia produtiva do coco, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca (Sedap) vai apoiar o Sindicato dos Produtores de Coco do Brasil (Sindcoco), que fez um apelo de apoio contra o que considera uma concorrência desleal em face a importação da água de coco, que é realizada sem critérios sanitários, deficiência de qualidade além do preço altamente subsidiado.

“O Nordeste e em especial a Paraíba produz coco em grande escala inclusive envasado, tecnologia que garante armazenamento por longos períodos sem alteração na  sua textura e seus nutrientes naturais são todos conservados”, segundo disse o secretário Rômulo Montenegro no Conselho Nacional dos Secretários de Estado da Agricultura (Conseagri), em nome de todos os secretários de agricultura, para referendar o pedido do Sindcoco.

“Concordamos que é necessária a revitalização da cadeia produtiva do coco em todo o Brasil e que seja ampliada toda normatização para a produção e comercialização dos produtos derivados, cujas importações aumentaram muito nos últimos anos visando o bem-estar e a saúde dos consumidores brasileiros. É necessário exigir que a indústria exportadora desses produtos para o Brasil siga as mesmas regras da indústria nacional para a produção de alimentos, atuando dentro dos critérios de qualidade e segurança alimentar. É inadmissível, por exemplo, a permissão hoje existente de que uma água reconstituída com água potável e adoçante seja considerada água de coco”, argumentou Montenegro.

Ele explicou que estes são alguns dos motivos pelos quais formalizou pedido junto ao Conseagri, para que coeso com o Sindcoco sejam obtidos os resultados esperados por todos que compõem a cadeia produtiva do coco no Brasil, especialmente a região Nordeste “nesta matéria que reputo de extrema relevância para o agronegócio brasileiro e para os consumidores que cada vez mais vêm apreciando o coco e seus derivados”.