Fale Conosco

19 de julho de 2017

Secult realiza segundo seminário de apresentação do edital Culturas Populares



A Secretaria de Estado da Cultura (Secult) vai promover, nesta quinta-feira (20), no auditório 1 do Espaço Cultural, às 14h, um seminário sobre o edital do prêmio Culturas Populares Leandro Gomes de Barros (http://culturaspopulares.cultura.gov.br/).

A oficina é específica para quem participou da primeira, que ocorreu mês passado, e tem o intuito de orientar sobre o processo de inscrições. Lançado em junho, o edital vai premiar com R$ 10 mil, as 500 iniciativas culturais que valorizem a cultura popular brasileira.

Antônio Sobreira, gerente de identidade cultural da Secult, fará uma explanação sobre o edital e trabalhará em torno de 20 quesitos básicos que integram as etapas do plano de trabalho. “Será um momento de construir, em conjunto com o movimento social, uma metodologia de apresentação e, logo após a explanação, criar grupos de leitura e tirar dúvidas”, disse.

A oficina contará ainda com a mediação de Gregório Medeiros, assessor de imprensa e produtor cultural, além de Mariah Marques Maciel, técnica administrativa da Secretária de Estado da Cultura.

O Prêmio Culturas Populares Leandro Gomes de Barros vai destacar as 500 iniciativas que fortaleçam as expressões culturais populares brasileiras, retomando práticas populares em processo de esquecimento e que difundam as expressões populares para além dos limites de suas comunidades de origem.

Exemplos dessas iniciativas são o cordel, a quadrinha, o maracatu, o jongo, o cortejo de afoxé, o bumba-meu-boi e o boi de mamão, entre outros. Só não estão incluídas culturas indígenas, culturas ciganas, hip hop e capoeira, por já serem objeto de editais específicos lançados pelo MinC.

Das 500 premiações, 200 serão destinadas a pessoas físicas, outras 200 a coletivos culturais sem constituição jurídica, 80 a pessoas jurídicas sem fins lucrativos e com natureza ou finalidade cultural e 20 a herdeiros de mestres já falecidos (In Memorian), em homenagem à dedicação do trabalho voltado aos saberes e fazeres populares e às expressões culturais, com reconhecimento da comunidade onde viveram e atuaram.

Inscrições para o edital – Cada candidato poderá apresentar apenas uma iniciativa para a seleção. As inscrições, abertas até 28 deste mês, poderão ser feitas pela internet ou por via postal. Em caso de inscrição on-line, a documentação prevista no edital deverá ser preenchida, assinada e anexada ao Sistema de Acompanhamento às Leis de Incentivo à Cultura – SalicWeb.

Caso o candidato prefira realizar a inscrição por via postal, ela deverá ser enviada com aviso de recebimento obrigatório (AR) simples ou entrega rápida para o endereço especificado no edital.