João Pessoa
Feed de Notícias

Secult propõe ‘Ano do forró’ no centenário de Luiz Gonzaga

quinta-feira, 13 de outubro de 2011 - 11:37 - Fotos:  João Francisco/Secom-PB

Eleger 2012 como o ‘Ano do forró’ e definir um calendário que leve a cada mês um evento que enfoque esse estilo de música numa cidade pólo do interior do Estado. A proposta foi lançada pelo secretário de Estado da Cultura, Chico César, durante o seminário ‘Forró: patrimônio cultural. E aí?’.

No debate realizado nessas terça e quarta-feira (11 e 12) no auditório Verde do Espaço Cultural, em João Pessoa, o secretário sugeriu que o Governo do Estado e seus parceiros na área cultural aproveitem a passagem do centenário de nascimento do ‘rei do baião’ Luiz Gonzaga e promovam um evento por mês dentro da agenda do projeto Fogueiras da Cultura, que já foi desenvolvido neste ano com sucesso.

O seminário foi organizado pela sociedade civil e o Governo do Estado se fez presente para alimentar as discussões sobre as políticas públicas de cultura. Os organizadores do evento foram a Associação Cultural Balaio Nordeste e o Fórum Forró de Raiz, com apoio da Funesc.

O objetivo foi provocar um debate a partir da mobilização estadual pelo Registro das Matrizes do Forró como Patrimônio Cultural do Brasil, além de contribuir para a construção de políticas públicas de salvaguarda e para a organização dos artistas numa perspectiva de sustentabilidade.

Da programação constaram palestras que enfocaram a expressão sob vários aspectos – no contexto atual, como patrimônio cultural imaterial e no cenário musical da Paraíba. O secretário de Cultura do Estado, Chico César, encerrou o ciclo de palestras com o tema Políticas Públicas Culturais.

Participaram dos debates diversos forrozeiros paraibanos, o músico, cantor e compositor Beto Brito, o músico Baixinho do Pandeiro, Benedito Honório, representante da Ordem dos Músicos do Brasil-Paraíba, e outros artistas.