João Pessoa
Feed de Notícias

Secretário defende desoneração tributária do turismo em evento nacional

terça-feira, 27 de março de 2012 - 17:50 - Fotos: 

Foto: L. Barbosa/Secom-PB

O secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Renato Feliciano, participou, na manhã desta terça-feira (27), em Brasília, da 65ª Reunião do Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo (Fornatur). Na ocasião, ele defendeu a desoneração tributária do setor, medida que, segundo ele, proporcionará inúmeros benefícios para o turismo e, consequentemente, para a economia da Paraíba.

“Essa desoneração já existe em diferentes setores. Por que não no turismo brasileiro? Está na hora de vermos o nosso país crescer. Afinal, o turismo gera muito emprego e renda para a população”, disse o secretário. Ele também defendeu a liberação de vans para transportar passageiros nas rodoviárias interestaduais que ligam a Paraíba aos estados vizinhos. Para o secretário, essa interação ajuda a economia e o turismo local, além de facilitar o transporte.

A desoneração tributária também foi defendida pelos representantes dos setores do turismo brasileiro, como a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih),  a Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav) e a Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (Abla), que também reivindicam o aumento de incentivos fiscais.

A reunião teve a participação maciça dos representantes de cada estado, que debateram sobre as questões que mais prejudicam o setor e sugeriram medidas efetivas para o crescimento do turismo nas regiões. As propostas foram apoiadas pelo secretário-executivo do Ministério do Turismo, Valdir Simões, para quem garantir a competitividade é o ideal. “Tudo o que tem sido proposto nas reuniões temos colocado como pauta no ministério e, assim, encaminhado diretamente para a presidenta Dilma”, disse.

O encontro foi dirigido pelo presidente do fórum, Domingos Leonelli, que é também secretário de Turismo da Bahia. “Todo esse debate que fazemos aqui é importante para criar propostas mais sólidas que incentivam a cadeia produtiva do turismo nacional. E com a representação de todos os estados, fica mais fácil pontuar essas demandas”, afirmou.