João Pessoa
Feed de Notícias

Secretarias fazem instalação ‘Varal de Sutiãs’ em apoio à Campanha Outubro Rosa

quinta-feira, 10 de outubro de 2013 - 18:00 - Fotos:  Ricardo Puppe

Em apenas uma palavra, alguns servidores da Secretaria de Estado da Saúde (SES) e visitantes da sede, na Avenida Pedro II, em João Pessoa, foram provocados a definir o “Varal de Sutiãs”, instalado logo na entrada do prédio. As respostas foram: intimidade; proteção; cuidado; seio; amamentação; mulher; prevenção e peito.

Para Durvalina Lima, coordenadora estadual da Saúde da Mulher e da População Negra, da SES, estas respostas atendem o objetivo da campanha, que é sensibilizar as mulheres em seu auto-cuidado utilizando o toque como um instrumento de investigação inicial.

A instalação do ‘varal dos sutiãs’ tem o propósito de chamar a atenção, de forma simbólica, dentro do evento Outubro Rosa e alertar as mulheres para esta doença que mata, mas que diagnosticada precocemente tem cura”, explicou Durvalina.

A ação foi feita em parceria entre as Secretarias de Estado da Saúde e da Mulher e da Diversidade Humana. A ação é de apoio à campanha Outubro Rosa e, além dos sutiãs, tem a frase: “Não perca a Intimidade com a Prevenção”.

Para Laura Cardoso, gerente operacional de Políticas Intersetoriais da Secretaria da Mulher, que trabalha a equidade junto a Secretarias de Estado da Saúde, Cultura e Educação, a ideia do “varal” foi estimular as servidoras no que diz respeito ao câncer de mama. “E a perspectiva provocativa do sutiã é porque é algo que toda mulher usa e está próximo quase o tempo todo. Portanto, uma alusão ao cuidado consigo mesmo, prevenindo o câncer de mama”, argumentou.

Dados – De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), a estimativa para este ano é de 640 novos casos de câncer de mama na Paraíba e 250 em João Pessoa. Com relação ao câncer de colo de útero, a estimativa é de 320 novos casos no Estado e 80 na Capital. Dados da SES apontam que no período de 2008 a 2012 foram registrados 987 óbitos na Paraíba enquanto o câncer de colo de útero foi responsável por 450 mortes.