João Pessoa
Feed de Notícias

Secretaria faz capacitação para implantar iniciativa do Ministério da Saúde

quarta-feira, 14 de outubro de 2009 - 15:52 - Fotos: 

A Paraíba foi um dos três Estados brasileiros selecionados pelo Ministério da Saúde (MS) para participar de um estudo-piloto de implantação do novo sistema de gerenciamento do Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A. Para dar inicio à pesquisa, o Ministério e a Secretaria de Estado da Saúde (SES) promovem, na manhã desta quinta-feira (15), uma capacitação para 30 profissionais da SES e dos municípios de João Pessoa, Santa Rita, Cabedelo, Campina Grande e Patos. O evento acontece na Escola de Serviço Público do Estado da Paraíba (Espep), em João Pessoa.

O programa nacional contempla crianças e mulheres no pós-parto imediato (antes da alta hospitalar) que, por algum motivo, não conseguem ter uma alimentação que atenda às necessidades do organismo. O programa atual contém apenas a quantidade de crianças e mulheres que recebe o suplemento. Com a mudança proposta pelo MS, através do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (Sisvan), serão informados dados completos dessas pessoas, como nome, idade e endereço.

O que é – O Sisvan é um instrumento do MS, que tem a finalidade de obter dados de monitoramento do estado nutricional e do consumo alimentar das pessoas que são atendidas na Atenção Básica, através das unidades básicas de saúde dos municípios.

O treinamento para o estudo-piloto do novo programa será ministrado por técnicos da Coordenação Geral da Política de Alimentação e Nutrição do MS e contará com a participação dos coordenadores municipais do programa de vitamina A e de representantes da Gerência Operacional de Alimentação e Nutrição (Goan), que faz parte da Gerência Executiva de Ações Programáticas e Estratégicas da SES.  Também vão participar técnicos da Gerência de Tecnologia da Informação da SES. Os outros estados selecionados para o estudo foram Alagoas e Minas Gerais.

Benefícios – A vitamina A é fundamental para o crescimento e reduz em 23% a mortalidade infantil e, em 40%, a mortalidade materna. Também ajuda a reduzir a gravidade de infecções, como a diarréia e mantém a saúde da visão e dos olhos. A deficiência da vitamina prejudica o crescimento e o desenvolvimento da criança, provoca dificuldade de enxergar no escuro (cegueira noturna), cegueira irreversível nas crianças, aumento da gravidade de infecções comuns, como a diarréia e infecções respiratórias e o aumento da mortalidade infantil.

A vitamina A é um micronutriente que pode ser encontrado em alimentos de origem animal (leite materno, leite integral, fígado), frutas e legumes de cor amarelo-alaranjado (manga, mamão, cenoura e abóbora), verduras verde-escuras (caruru, bertalha, couve), além de óleos e frutas oleaginosas (buriti, pupunha, dendê e pequi). Nos vegetais e nas frutas, a substância chamada carotenóide é transformada em vitamina A no organismo humano.

Da Assessoria de Imprensa da SES-PB