João Pessoa
Feed de Notícias

Secretaria de Saúde realiza oficina sobre cuidados neonatais

sexta-feira, 29 de novembro de 2013 - 14:40 - Fotos: 

Trinta médicos e enfermeiros da atenção básica participaram de uma oficina de Atenção Integrada às Doenças Prevalentes na Infância Neonatal. Promovido pela Secretaria de Estado da Saúde, o treinamento ocorreu no Igatu Praia Hotel, na praia do Cabo Branco, de terça a quinta-feira últimas (26 a 28), com o objetivo contribuir nas ações para diminuir a mortalidade materna e neonatal no Brasil e na Paraíba.

Segundo a técnica da Linha de Saúde da Criança e do Adolescente da SES, Raquel Holanda, durante a oficina, profissionais de João Pessoa, Campina Grande e Patos estão sendo avaliados pelo Ministério da Saúde.

A proposta dessa oficina é capacitar profissionais na Estratégia AIDPI Neonatal. Essa é a segunda fase do evento. O primeiro evento aconteceu em outubro deste ano, para o mesmo público, e dos 30 participantes, cinco foram escolhidos como multiplicadores nacionais. São esses cinco escolhidos que estão realizando a oficina para todos esses outro profissionais, ao mesmo tempo em que estão sendo avaliados pelo Ministério da Saúde para receber a certificação do curso”, explicou.

A oficina aborda todos os cuidados, desde o pré-natal até os dois meses de vida do bebê. Durante as 26 horas de carga horária do curso, foram abordados temas como transporte do bebê, amamentação, crescimento e desenvolvimento, além de todos os cuidados durante o parto e durante a gestação. Houve ainda apresentação de vídeos e dramatizações usando bonecos.

De acordo com Fernanda Moraes, médica do Hospital Infantil Arlinda Marques e uma das multiplicadoras que estavam participando da oficina, o curso vem capacitando os profissionais para os cuidados neonatais corretos.

Ontem todos os participantes tiveram oportunidade de participar de uma simulação realista de como agir no primeiro minuto e imediatamente após o nascimento do bebê. Todos entenderam como exercer os passos da reanimação neonatal, caso seja necessária. Se o bebê nascer sem vitalidade, se ele precisar de manobras e intervenções, esses profissionais sabem como precisam agir sem perder tempo, para que o bebê tenha um desenvolvimento adequado, para que ele possa ter qualidade de vida”, disse a médica. Segundo Fernanda, o mais importante sobre a realização da oficina é a possibilidade de agregar profissionais de cada serviço na Atenção Primária. “A prática desses profissionais é fundamental para poder dar o seguimento aos cuidados neonatais enquanto o bebê não chega até o hospital”, concluiu.

AIDPI – O AIDPI Neonatal é uma estratégia que permite aos profissionais de saúde detectar e classificar precocemente as principais doenças e fatores de risco que afetam crianças de zero a dois meses de idade. Essa linha de atenção integrada tem por objetivo reduzir a incidência e o agravamento de doenças que atingem os recém nascidos e diminuir a ocorrência de seqüelas ou complicações que podem afetar a saúde da criança.

O AIDPI Neonatal contribui ainda para aprimorar as práticas profissionais de tratamento e atendimento em saúde neonatal, e melhorar o conhecimento e a prática das famílias para a prevenção de doenças e promoção da saúde.