Fale Conosco

18 de dezembro de 2011

Secretaria de Saúde e CRM se reúnem para avaliar Rede de Cardiologia e Pediátrica da Paraíba



O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde, realiza nesta segunda-feira (19) uma reunião com o Conselho Regional de Medicina (CRM) e a Associação Círculo do Coração de Pernambuco para avaliar as atividades dos dois meses de atuação da Rede de Cardiologia e Pediátrica da Paraíba. O encontro começa às 9h no auditório do CRM, em João Pessoa, com a entrega de equipamentos.

Nos últimos dois meses, o Hospital Infantil Arlinda Marques, na Capital, que integra a rede hospitalar do Estado e é referência em cardiologia infantil, realizou 16 cirurgias. De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Waldson Dias de Souza, a intenção do Governo é estender o serviço de cardiologia infantil a todo o Estado, o que está sendo feito por meio de um convênio assinado este ano com a Associação Círculo do Coração de Pernambuco que tem a duração de dois anos. “Depois que essas cirurgias cardíacas infantis estiverem sendo feitas em toda a rede estadual, não haverá mais a necessidade de se transferir pacientes para outros Estados”, afirmou o secretário.

Waldson Sousa disse ainda que além da avaliação sobre os dois primeiros meses de atuação da Rede de Cardiologia e Pediátrica da Paraíba será discutido o planejamento para as ações do próximo ano. Também será feita a entrega de 12 Ipad que serão distribuídos com os médicos que integram a rede.

Mais acesso – O secretário afirmou que o Governo do Estado está ampliando a qualidade do acesso à saúde para aqueles que mais precisam do serviço, utilizando equipamentos de ponta, oferecendo conhecimento científico na área e melhorando a infraestrutura do hospital Arlinda Marques, por meio de reforma e ampliação.

O objetivo do convênio com a Associação Círculo do Coração de Pernambuco é ampliar e melhorar a realização de procedimentos clínicos e cirúrgicos voltados para a cardiologia congênita infantil, desenvolver pesquisas científicas e qualificar profissionais da rede de saúde cardiológica infantil. “Com o convênio, será possível identificar se uma criança tem problema cardíaco congênito ainda dentro da barriga da mãe, o que significa um grande avanço para o setor de saúde neste Governo”, destacou o secretário.

Waldson Dias de Souza destacou a importância e a potencialização desse serviço, que prioriza as crianças com problemas cardíacos. “Estamos melhorando e avançando nos serviços e capacitando os profissionais para oferecer assistência de qualidade à população, desde o atendimento ambulatorial até a alta complexidade. Esse é o compromisso do Governo do Estado, mas para isso é necessário estruturar os serviços em rede e contar com o apoio de todos os técnicos de saúde”, disse o secretário.

Após o período do convênio os profissionais de saúde do Estado da Paraíba estarão qualificados para fazer a triagem, diagnóstico e realizar cirurgias em crianças que tenham doenças cardíacas congênitas complexas, assim como o diagnóstico de cardiopatias fetais. “O Estado está investindo na tecnologia, na qualificação do profissional de saúde e na qualidade do atendimento às nossas crianças”, finalizou Waldson Souza.