Fale Conosco

21 de janeiro de 2015

Secretaria de Saúde destaca contribuição a manual



A Secretaria de Estado da Saúde (SES) chama a atenção dos serviços, profissionais de saúde e das Organizações Não Governamentais (ONG) que trabalham com pessoas com hepatites, para que enviem suas contribuições à consulta pública para o Manual Técnico para o Diagnóstico da Infecção das Hepatites Virais em Adultos e Crianças. A consulta foi publicada pelo Ministério da Saúde na edição do último dia 14 do Diário Oficial da União. O Manual ficará disponível, para as contribuições, durante 30 dias, a partir da data da publicação, no Portal da Saúde (www.saude.gov.br/consultapublica).

As contribuições devem ser fundamentadas em estudos clínicos realizados no Brasil ou no Exterior, inclusive com material científico que dê suporte às proposições. O envio é por meio do preenchimento de formulário específico, disponível no endereço www.saude.gov.br/consultapublica. Os arquivos dos textos e das fontes bibliográficas devem, se possível, ser enviados como anexos.

O Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das Doenças Sexualmente Transmissíveis, Síndrome da Imunodeficiência Adquirida e Hepatites Virais, da Secretaria de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde (DDAHV/SVS/MS) coordenará a avaliação das proposições recebidas e a elaboração da versão final consolidada do “Manual Técnico para o Diagnóstico da Infecção das Hepatites Virais em Adultos e Crianças”, para fins de posterior aprovação, publicação e entrada em vigor em todo o território nacional.

“A participação da comunidade acadêmica neste processo é de fundamental importância pelo papel que desempenha no processo de transformação. No caso das hepatites, a consulta em questão visa aprimorar as condutas postas, melhor instrumentalizando os profissionais que lidam com a doença que é pouco conhecida da população”, disse Rosa Maria da Costa Monteiro, chefe do Núcleo de Hepatites Virais, da SES.

Manual Técnico 

Hepatite é um termo genérico que significa inflamação do fígado. Este agravo pode ser causado por medicamentos, doenças autoimunes, metabólicas e genéticas, álcool, substâncias tóxicas e vírus.

O manual irá tratar das hepatites virais que se constituem em problema de saúde pública relevante no Brasil e no mundo e foi elaborado com o intuito de ampliar as possibilidades de diagnóstico, além de orientar e subsidiar, especialmente, os profissionais de saúde na realização do diagnóstico da infecção pelas hepatites.

O diagnóstico clínico é de extrema importância para guiar o médico quanto ao pedido de exame a ser solicitado, de modo que a pesquisa sorológica laboratorial seja direcionada adequadamente à hepatite que se quer diagnosticar (A, B, C, D ou E).