Fale Conosco

4 de julho de 2011

Secretaria de Cultura leva curso de gestão cultural a 50 municípios



Gestores públicos e privados, profissionais, pesquisadores e agentes culturais de aproximadamente 50 municípios participam, a partir desta segunda-feira (4), do curso Gestão e Políticas Culturais. Realizado pela Secretaria de Estado da Cultura, em parceria com o Instituto Itaú Cultural, o evento acontece até sexta-feira (8), no Cine Bangüê do Espaço Cultural, em João Pessoa.

Com aulas expositivas e relatos de experiências, a jornada terá como temas as políticas culturais e o desenvolvimento humano, as políticas públicas, a produção cultural, os sistemas de financiamento, os direitos culturais, a sustentabilidade, a economia criativa, as redes culturais, o direito autoral e a economia da cultura. O objetivo é acompanhar as transformações culturais para compreender novas demandas e desafios que surgem com a constante mutação da cultura.

O método de inscrição por categoria revelou que 37% dos participantes são profissionais da cultura, enquanto 35% estão classificados como gestores públicos e 17% integram o grupo de gestores privados. Estudantes, pesquisadores, publicitários e professores de áreas relacionadas à Administração e Comunicação Social integram 11% dos inscritos. Dos 320 participantes, aproximadamente 130 são oriundos de cidades do interior da Paraíba.

Devido o grande volume de inscritos e a limitação na quantidade de participantes, a Secult anunciou que está em contato com o Instituto Itaú Cultural para realizar a segunda edição do curso na Paraíba durante o segundo semestre, com data e local a serem definidos. A intenção é interiorizar a formação de agentes culturais, promovendo o fortalecimento do movimento de cultura e capacitando gestores públicos e privados.

Empreender PB – Na noite da segunda-feira (4), o Secretário Executivo do programa Empreender-PB, Tárcio Pessoa, apresenta  o formato operacional do programa de microcrédito desenvolvido pelo Governo do Estado. Em seguida serão colhidas sugestões para a concepção do Empreender Cultural, que vai liberar recursos para projetos e empreendimentos culturais da Paraíba. “Adotamos uma linha de construção coletiva, ouvindo a demanda do público-alvo para consolidar um produto que atenda as demandas culturais dos produtores paraibanos”, informou.