Fale Conosco

15 de fevereiro de 2013

Secretaria da Saúde divulga boletim com notificação de 430 casos de dengue



De 1º de janeiro a 14 de fevereiro, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) registrou um total de 430 notificações de dengue, dos quais 22 foram descartados, 60 foram classificados como dengue clássica e os demais continuam aguardando encerramento. Neste mesmo período, foram notificados oito casos graves de dengue, sendo quatro casos de febre hemorrágica da dengue – FHD e quatro de dengue com complicação – DCC.

Os dados fazem parte do segundo Boletim Epidemiológico deste ano, divulgado nesta sexta-feira (15) pela Gerência Executiva de Vigilância em Saúde da SES, que alerta para a necessidade da notificação dos casos suspeitos de dengue, já que a subnotificação e a não oportunidade das notificações dos casos auxiliam negativamente no desencadear das ações junto aos casos graves, na implementação das ações de campo e prejudicam também na avaliação dos dados.

A gerente executiva de Vigilância em Saúde, Talita Tavares, destacou a importância da notificação dos casos de dengue, cuja função é prover informações necessárias para o planejamento e execução de ações individuais e coletivas no município, a exemplo das ações de bloqueio da transmissão, que consistem na visita aos domicílios e pulverização do inseticida num raio de 300 metros, visando eliminar os mosquitos infectados, buscando evitar o surgimento de epidemias.

Ela explicou que as notificações devem ser feitas à Vigilância Epidemiológica de cada município para que seja acionada a equipe de bloqueio o mais rápido possível; definido o perfil dos pacientes acometidos e a necessidade adicional de compra de insumos e de contratação de recursos humanos, adequando a capacidade instalada à demanda.

“Notificar não é apenas um ato burocrático, ele influencia diretamente a organização da rede e, principalmente, a qualidade do cuidado. Portanto, o preenchimento de todas as informações de forma correta é essencial”, esclareceu Talita.  Ela esclareceu que a Portaria 104/2011 do Ministério da Saúde também destacou a necessidade da notificação de todos os casos graves e óbitos, situações estas que devem ser comunicadas ao Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde do Estado (Cievs), pelo telefone (83) 8828-2522 (plantão 24 horas). 

Qualificação – No próximo dia 20, será realizada uma Qualificação em Manejo Clínico da Dengue para 130 profissionais (médicos e enfermeiros) da 4ª Macro Região de Saúde, que compreende 40 municípios.  O evento será realizado durante todo o dia no Hotel Netuanah, na Praia de Cabo Branco, em João Pessoa.  Depois da capacitação, esses profissionais se transformarão em multiplicadores de informações sobre a doença em seus espaços de trabalho, levando conhecimento técnico da assistência com classificação de risco para atendimento dos casos de acordo com os sinais e sintomas.

De acordo com o cronograma, as demais datas para as outras qualificações serão nos dias 27 de fevereiro, 6, 13 e 19 de março de 2013. Ao todo, serão mais de 700 profissionais qualificados até o final do mês de março para multiplicação e utilização do fluxograma de dengue proposto pelo Ministério da Saúde, colaborando assim com resultados positivos junto aos indicadores de mortalidade da doença.