João Pessoa
Feed de Notícias

Seap promove cultos ecumênicos em unidades penais

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012 - 17:31 - Fotos: 

A Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap) promove, nesta sexta-feira (28), cultos ecumênicos para os detentos, agentes de plantão e policiais militares lotados na Penitenciária Desembargador Sílvio Porto e no Centro de Reeducação Feminina Maria Júlia Maranhão, no bairro de Mangabeira, em João Pessoa. Os cultos serão presididos pelo arcebispo da Paraíba, Dom Aldo Pagotto, e pelo pastor presidente da Primeira Igreja Batista da Capital, Estevam Fernandes

No presídio feminino a visita está prevista para as 15h. “Nós já realizamos o natal da unidade na última sexta-feira (21) com participação de todas as detentas e a parceria com as Faculdades de Enfermagem e Medicina Nova Esperança (Facene/Famene). Foi uma oportunidade para que nossas internas saíssem da rotina e vivessem o espírito de natal. Agora esse culto serve para abençoar esse novo ano que se aproxima. Todos estão aguardando ansiosos”, afirmou a diretora Cinthya Almeida, que já preparou a unidade para o evento.

No evento de Natal no presídio, foram distribuídas 15 cestas básicas, 100 camisetas, enxoval para as detentas grávidas, lanche, produtos de higiene pessoal e panetones. Ainda aconteceu uma apresentação do “Coral Luz”, formado por internas da unidade. “Já cantamos fora do presídio e a sensação foi maravilhosa. Agora tive o prazer de me apresentar para as minhas colegas de presídio, foi muito bom, fiquei orgulhosa por representar todas elas lá fora e agora, recebo os aplausos delas, estou muito feliz”, disse Márcia Félix, que cumpre pena por tráfico de drogas e faz parte do coral.

Desde o ano de 2011 que a Facene/Famene desenvolve um projeto de extensão no presídio e mais uma vez alunos e professores se fizeram presentes. “A parceria já dura mais de um ano e em datas comemorativas nós sempre estamos aqui, principalmente o Natal que é uma festa em que as famílias se reúnem. Nossa intenção é deixá-las bem, mesmo estando presas”, enfatizou a professora Daniele Aurília.

Todas estas ações desenvolvidas pela Seap fazem parte do programa “Cidadania é Liberdade”, que desde o ano passado executa projetos nas áreas de saúde, educação, trabalho, família e cultura para presos e familiares de todo o Estado, por meio da Gerência de Ressocialização.