João Pessoa
Feed de Notícias

Seap entrega materiais de limpeza produzidos pelos reeducandos à Vila Vicentina

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016 - 17:17 - Fotos:  Divulgação

A Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap), por meio da Gerência Executiva de Ressocialização, fez a entrega, na tarde dessa quarta-feira (21), à Vila Vicentina ‘Júlia Freire’, localizada no bairro da Torre, de materiais de limpeza produzidos pelos reeducandos do sistema penitenciário paraibano e que integram o projeto Cidadania é Sustentabilidade, executado em parceria com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus de João Pessoa. O projeto proporciona à população carcerária uma consciência voltada ao empreendedorismo, inclusão social e sustentabilidade.

Os representantes da Seap e IFPB entregaram cerca de 60 litros de desinfetante, 20 litros de água sanitária e 40 barras de sabão, confeccionados pelos reeducandos da Penitenciária Desembargador Flósculo da Nóbrega (Róger). O presidente da Vila Vicentina, Marcelo Paulino de Melo, agradeceu o empenho e a parceria que esse tipo de ação resulta. “Vivemos basicamente de doações, e um trabalho como esse é o que garante a existência dessa instituição”, ressaltou.

A gerente de Ressocialização da Seap, Ziza Maia, explicou que desde o mês passado esse trabalho de confecção de materiais de limpeza começou e veio beneficiar não só a Vila Vicentina, mas também os próprios reeducandos, seus familiares e agentes penitenciários. “No presídio do Róger são seis reeducandos envolvidos nesse projeto e no PB1 (Romeu Gonçalves Abrantes)  também são seis. Todos eles têm direito a uma bolsa reclusão, o que ajuda aos familiares, como também na remissão da pena. Para o ano que vem, a novidade é a expansão do projeto para outras três unidades prisionais: Penitenciária Desembargador Sílvio Porto; Criminalista Geraldo Beltrão e Feminina Maria Júlia Maranhão, todas em João Pessoa”, adiantou.

A professora do IFPB, Suely Oliveira Carneiro, coordenadora do curso de Licenciatura em Química, disse que a parceria com a Seap surgiu da necessidade exigida pela disciplina de Materiais Alternativos, na qual a professora desenvolve várias atividades voltadas para a sustentabilidade. “Como o nosso trabalho de educação está voltado para o Ensino, a Pesquisa e a Extensão, sentimos a necessidade de expandir nossa atuação fora do Campus, e com isso desenvolvemos também a Educação Ambiental, o que resultou nessa entrega de produtos aqui na Vila Vicentina”, concluiu.