Fale Conosco

1 de agosto de 2012

Saúde reúne pesquisadores para discutir prioridades da Gestão Compartilhada



O Ministério da Saúde, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Governo do Estado da Paraíba vão investir R$ 1,2 milhão em projetos de pesquisas do Programa Pesquisa para o SUS (PPSUS): Gestão Compartilhada em Saúde. Desse total de recursos, a Paraíba vai entrar com R$ 400 mil de contrapartida. Os números revelam um aumento considerável de investimentos destinados às pesquisas na área de saúde.

No último edital foram liberados R$ 450 mil para todo programa. De acordo com o presidente da Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Paraíba (Fapesq), Cláudio Furtado, a expectativa é que o total de recursos liberados para este ano atenda a mais de 30 projetos de pesquisa.

A Fapesq é a instituição responsável pela administração dos recursos do PPSUS. Nos últimos anos, o Ministério da Saúde, por intermédio do Departamento de Ciência e Tecnologia da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos – DECIT/SCTIE – vem empreendendo esforços para o fomento da pesquisa científica e o desenvolvimento tecnológico em saúde no país, na perspectiva de fortalecimento da Política Nacional de Saúde.

O PPSUS é uma iniciativa de descentralização do fomento à pesquisa em saúde que prioriza a gestão compartilhada de ações, por meio da parceria entre instâncias estaduais de saúde e de ciência e tecnologia – C&T. O objetivo do Programa é financiar pesquisas em temas prioritários de saúde.

Evento - Nos dias 2 e 3 de agosto serão realizadas oficinas no auditório do Centro de Ciências da Saúde/CCS, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), em João Pessoa, com representantes da Secretaria de Saúde do Estado, Ministério da Saúde e Fapesq para definir as áreas prioritárias que serão contempladas com os recursos do PPSUS no Estado da Paraíba.

Na quinta-feira (2), a programação começa às 8h30, com a presença de Luci Morais e Annelissa Andrade, coordenadora e técnica de Fomento à Pesquisa do Departamento de Ciência e Tecnologia do Ministério da Saúde (Decit), representantes da Fapesq, Secretaria de Estado da Saúde e pesquisadores.

No período da manhã, os temas serão “A Eleição de prioridades de pesquisa em saúde” e “Indicadores de Ciência e Tecnologia do Estado da Paraíba”. Na parte da tarde o tema será “Análise da situação da saúde do Estado da Paraíba e seus principais desafios”, por representante da Secretaria de Saúde. Na sexta-feira, serão apresentadas as áreas prioritárias de pesquisa decididas em grupos de trabalho.

O edital para a chamada de apresentação de projetos de pesquisa deverá ser lançado até o final do ano. Serão dois anos de pesquisa.