Fale Conosco

28 de janeiro de 2013

Saúde realiza ações em comemoração ao Dia Mundial de Luta contra a Hanseníase



A Secretaria de Saúde do Estado (SES) está realizando eventos em comemoração ao Dia Mundial de Luta contra a Hanseníase, comemorado em 27 de janeiro. De acordo com a gerente operacional de Vigilância Epidemiológica da SES, Bernadete Moreira, um dos objetivos é diminuir o preconceito em torno da doença. “Nós queremos mobilizar a população e renovar o compromisso com ações que favoreçam o diagnóstico e tratamento da doença, visando à diminuição da carga da transmissão da hanseníase na Paraíba e a superação do estigma e preconceito que ainda estão presentes na nossa sociedade”, disse.

As ações realizadas pelas SES são de caráter educativo, fazendo uso de panfletos, cartazes, álbum seriados, DVDs, entre outros. A SES também está disponibilizando cartazes e panfletos para os municípios que quiserem realizar atividades educativas sobre o assunto. O Ministério da Saúde, Secretaria de Estado da Comunicação Institucional (Secom), e as Secretarias Municipais de Saúde estão apoiando essas ações.

Doença - A hanseníase é uma doença infecciosa e atinge a pele e os nervos dos braços, mãos, pernas, pés, rosto, orelhas, olhos e nariz. O tempo entre o contágio e o aparecimento dos sintomas é longo e varia de dois a cinco anos. É importante que, ao perceber algum sinal, a pessoa com suspeita de hanseníase não se automedique e procure imediatamente um serviço de saúde.

É preciso observar manchas esbranquiçadas, avermelhadas ou amarronzadas em qualquer parte do corpo e áreas da pele que não coçam, mas que causam a sensação de formigamento e ficam dormentes, com diminuição ou ausência de dor, da sensibilidade ao calor, ao frio e ao toque.

Tratamento - Todos os casos de hanseníase têm tratamento e cura. A doença pode causar incapacidades físicas, evitadas com o diagnóstico precoce e o tratamento imediato, disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS). O tratamento, gratuito e eficaz, pode durar de seis a doze meses. Os medicamentos devem ser tomados todos os dias, em casa, e uma vez por mês no serviço de saúde. Também fazem parte do tratamento exercícios para prevenir as incapacidades físicas, além de orientações da equipe de saúde.

Calendário das Ações:

28/01 – Panfletagem e exame de pele no trem em Cabedelo.

29/01 – Panfletagem e exames de pele na Policlínica Benjamin Maranhão, em Bayeux, das 8h às 12h.

30/01 – Panfletagem pela manhã no Parque Solon de Lucena, em João Pessoa.

30/01- Panfletagem e exames de pele pela manhã no Distrito II, na Unidade de Saúde do Masa, em Santa Rita.

30/01 Pit stop pela manhã, no centro de Patos, com uma tenda para avaliações de sensibilidade (térmica, tátil e dolorosa).