João Pessoa
Feed de Notícias

Saúde promove formatura e recepção de profissionais em residências médica e multiprofissional

terça-feira, 7 de março de 2017 - 18:27 - Fotos:  Ricardo Puppe/Secom Pb

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio do Centro Formador de Recursos Humanos (Cefor-PB), promoveu, nessa segunda-feira (6), no auditório do Conselho Regional de Medicina, na Capital, a solenidade de formatura da Pós-Graduação dos Programas de Residência Médica de 21 profissionais, em várias especialidades e multiprofissional, além de recepcionar os 28 médicos.

O evento foi promovido em parceria com as Comissões de Residência Médica (Coreme) e Multiprofissional (Coremu), com apoio do CRM-PB e dos Hospitais Arlinda Marques, Trauma de João Pessoa, Edson Ramalho, Laureano e Maternidade Frei Damião. A secretária de Estado da Saúde, Cláudia Veras, participou da solenidade.

Ela lembrou que, mesmo com o cenário econômico adverso em todo país, a Paraíba é um dos poucos que mantêm os programas de Residências. “O Governo do Estado vem concentrando todos os esforços para manter este compromisso, iniciado em 2011, por entender a importância desta ação que forma profissionais comprometidos com a saúde pública e atenção voltada para as pessoas”, enfatizou.

O diretor geral do Cefor-PB, Fernando Lopes, falou que as Residências proporcionam melhor qualidade para os serviços de saúde. “Estas especialidades transformam os serviços em espaços de estudo e prática, pois, alguns profissionais, que já trabalham nas unidades, viram preceptores [instrutores/mentores] e os que fazem as especializações são médicos e outros profissionais de saúde que já trabalham ou trabalharão no Sus. Ou seja, os programas formam bons profissionais para prestarem atendimento de qualidade”, observou.

Fernando destacou que as especialidades oferecidas são as principais necessidades de formação médica do Sus: Anestesiologia; Ginecologia e Obstetrícia; Medicina Intensiva; Medicina de Família e Comunidade; Ortopedia e Traumatologia e Pediatria.

Para a coordenadora da Residência Multiprofissional (Coremu), Gilsandra Fernandes, a mudança é perceptível. “Já percebemos nitidamente as melhorias nos serviços de saúde por conta das especializações”, garantiu.

Segundo o coordenador da Residência Médica, Gualter Ramalho, os Programas estão provocando uma inversão no fluxo. “Antes, os médicos da Paraíba saiam para fazer especialidade em outros estados. Hoje, são os profissionais de fora que vêm para o nosso estado por conta dos Programas de Residências. O resultado disso é que, atualmente, temos profissionais espalhados por todo estado melhorando a saúde pública da Paraíba”, frisou.

Bianca Zambuzzi é a primeira mulher formada na Residência Médica de Ortopedia da Paraíba. Ela fez graduação no Rio Grande do Norte, onde morava e agora, após a especialização, vai trabalhar na Paraíba. “Aprendi bastante durante a Residência, tanto na vida pessoal quanto na profissional e estou muito feliz com a conquista de um espaço que é, predominantemente, masculino”, festejou.

Para o concluinte, o fisioterapeuta, Afonso Tavares Neto, três palavras definem o sentimento por chegar nesta etapa de sua vida profissional. “Aprendizado, força e gratidão”, disse.

A ginecologista obstétrica, Alyciana Oliveira, está cheia de expectativas para a especialização que vai iniciar. “A ginecologia é a melhor forma de conhecer a mulher e ainda trabalha com a sexualidade e, além disso, tem a obstetrícia que é o vínculo com a mulher e o recém-nascido. Tudo isso me fascina e vou dar o melhor para retribuir excelência profissional ao serviço público de saúde”, falou.

Dos 28 novatos, 23 estão nos seis Programas de Residência Médica (Anestesiologia; Ginecologia e Obstetrícia; Medicina Intensiva; Medicina de Família e Comunidade; Ortopedia e Traumatologia e Pediatria) e cinco no Programa de Residência Médica em Saúde da Criança e do Adolescente.