João Pessoa
Feed de Notícias

Governo participa neste sábado da campanha de vacinação

sexta-feira, 29 de abril de 2011 - 10:00 - Fotos:  Vanivaldo Ferreira/Secom-PB


Meta é imunizar 620 mil pessoas até o final da campanha, no dia 13 de maio. Foto: Vanivaldo Ferreira/Secom-PB

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) recebeu as últimas doses da vacina que imuniza contra gripes comum e H1N1, totalizando mais de 641 mil unidades. Neste sábado (30), acontece o Dia D da campanha em todo o Brasil. Na Paraíba, a meta do Ministério da Saúde é imunizar 620 mil pessoas até o final da campanha, no dia 13 de maio. A abertura oficial do Dia D será às 8h no Ponto de Cem Réis, em João Pessoa, com apresentações culturais. Em todo o Estado, durante a ação, irão funcionar 1.100 postos de vacinação e cerca de 5 mil profissionais estarão envolvidos.

“Recebemos ao todo do Ministério da Saúde 641.820 doses da vacina. Eles dividiram o envio em três etapas. A primeira remessa com 30%, a segunda com 40% e o restante chegou ontem. Esta última remessa vai ser enviada na próxima semana, para o final da campanha de vacinação”, explicou Missânia Moreira, coordenadora de imunização da SES. A vacina está sendo fornecida para os seguintes grupos prioritários: trabalhadores de saúde, crianças na faixa etária de seis meses a menores de dois anos, gestantes, além dos idosos a partir dos 60 anos e povos indígenas.

Vacinação na Paraíba – Até a manhã desta sexta-feira (29), dados do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI), revelavam que das 620 mil pessoas que devem tomar a vacina, 35.658 já haviam sido imunizadas. Desse montante foram vacinadas 5.546 crianças, 5.067 trabalhadores de saúde, 2.775 gestantes, 22.267 idosos e três pessoas da população indígena.

Segundo Missânia Moreira, os números do SI-PNI não são totalmente exatos, porque muitos municípios deixam para atualizar o sistema depois do dia D de vacinação. “Temos municípios que não têm nem digitador, ou alegam que o computador está quebrado e outros juntam a semana toda e só devem atualizar depois do dia D, por isso que muitas vezes aparecemos com uma cobertura baixa”, explicou.

No caso da vacinação na faixa etária de seis meses até dois anos de idade, devem ser aplicadas duas doses. Ou seja, a criança tem que retornar ao posto com 30 dias para receber a segunda aplicação. Só assim, as crianças ficarão imunizadas.

Importância da vacina – A H1N1 é uma doença respiratória e a transmissão ocorre, principalmente, por meio de tosse, espirro ou de secreções respiratórias de pessoas infectadas. Os sintomas são: febre repentina, tosse, dor de cabeça, dores musculares, dores nas articulações e coriza. Em qualquer um desses sintomas o ideal é procurar um médico para fazer o acompanhamento e evitar complicações.

A gripe comum também pode evoluir e trazer problemas mais graves como pneumonias bacterianas ou agravamento de doenças crônicas já existentes, como diabetes e hipertensão, que são mais comuns nos grupos de idosos e crianças com idade entre seis meses e dois anos, além das gestantes, que também são muito vulneráveis.