Fale Conosco

30 de abril de 2015

Saúde orienta profissionais sobre conduta nos casos com manchas avermelhadas de causas desconhecidas



A Secretaria de Estado da Saúde (SES) lançou, nesta quinta-feira (30), uma nota técnica (1/2015/GEVS/SES) orientando as Secretarias Municipais de Saúde e todas as unidades hospitalares públicas e privadas do Estado sobre os casos de síndrome exantemática (manchas vermelhas), por meio de recomendação quanto à conduta dos profissionais de saúde, diante da doença de causas desconhecidas.

No mês de março, alguns municípios identificaram a ocorrência de casos apresentando as manchas, com febre baixa (até 37,7ºC), e, em alguns, acompanhado de dores e edema nas articulações; dor de cabeça e/ou coceira, que não se enquadram nas definições de doenças exantemáticas, a exemplo de dengue, sarampo, rubéola e chikungunya.

Diante disso, foi iniciada uma investigação em Monteiro e Itabaiana onde as amostras testadas pelo Laboratório de Saúde Pública do Estado (Lacen-PB) deram positivo somente para a dengue, em alguns casos. Os outros continuam sendo analisados, por meio de exames específicos.

Acesse a nota na íntegra:

nota nº01.2015exantematica