Fale Conosco

27 de abril de 2016

Saúde divulga novo boletim com notificações de casos prováveis de dengue, chikungunya e zika



A Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio da Gerência Executiva de Vigilância em Saúde, divulgou o novo boletim da dengue, zika e chikungunya, que corresponde ao período de 1º de janeiro a 24 de abril de 2016 (16ª semana epidemiológica de início de sintomas).

Foram notificados 24.487 casos prováveis de dengue. Em 2015, no mesmo período, registrou-se 6.628 casos, evidenciando um aumento de 269,44%. Quanto aos casos suspeitos de chikungunya, registrou-se 2.513.

Atualmente, existem três unidades sentinelas do zika vírus implantadas em Bayeux, Campina Grande e Monteiro, conforme recomendação do Ministério da Saúde.

De 1º de janeiro a 25 de abril, de 2016, registrou-se 1.770 casos notificados como suspeita de zika vírus.

Quanto à síndrome Guillain-barré e outras manifestações neurológicas, a SES vem orientando os serviços hospitalares sobre a importância de comunicar casos com diagnóstico da doença para investigar a relação com dengue, chikungunya e zika vírus, ou descartá-la por outra causa.

De julho de 2015, até o momento, os serviços hospitalares informaram 32 casos suspeitos, sendo quatro confirmados, 16 descartados e 12 em investigação, por suspeita de ter correlação com dengue, chikungunya e zika vírus.

O boletim revela ainda, quanto aos óbitos suspeitos de dengue e chikungunya, que houve 20 notificações de suspeita de dengue, sendo um óbito confirmado (Monteiro), sete descartados e 12 seguem em investigação. Foram registrados também seis óbitos de casos suspeitos de chikungunya, sendo dois confirmados (Monteiro e Santa Cecília) e os demais estão sendo investigados.