João Pessoa
Feed de Notícias

Saúde capacita técnicos para identificar e controlar diabetes

quarta-feira, 25 de novembro de 2009 - 20:41 - Fotos: 

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) está capacitando os profissionais que atuam na identificação, monitoramento e controle do diabetes nos 223 municípios da Paraíba. O primeiro passo será dado nestas quinta e sexta-feira (26 e 27), quando o Núcleo de Doenças e Agravos Não Transmissíveis da SES estará realizando uma atualização em diabetes para profissionais da rede SUS.

O encontro será no Hotel Ouro Branco, em João Pessoa, e vai reunir profissionais das áreas de atenção básica e vigilância epidemiológica de 32 municípios paraibanos com população acima de 20 mil habitantes. A Paraíba tem cerca de 300 mil diabéticos. No ano passado, 1.544 pessoas morreram vítimas da doença e até agosto deste ano foram 887 mortes. A doença também foi responsável por 2.660 internações, em 2008, e 2.027 este ano, na rede pública de saúde do Estado.

Durante a capacitação, que será realizada em parceria com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia – Regional Paraíba, os médicos João Modesto Filho e Marcos Tadeu Pereira irão falar sobre o diagnóstico do pé diabético, diabetes na gestação, complicações do diabetes e insulinoterapia.

Lourdes de Fátima Sousa, gerente operacional das Doenças e Agravos Não Transmissíveis da SES, explicou que a rotatividade dos profissionais que atuam nos serviços de saúde dos municípios é muito grande, daí a importância de fazer essas atualizações constantemente.
“O que nós queremos é qualificar e atualizar esses profissionais e com isso melhorar ainda mais o atendimento ao diabético na rede SUS”, disse. Ela explicou também que o objetivo da SES é capacitar os profissionais de todos os 223 municípios paraibanos, o que vai ser feito de forma gradativa.

Violência e acidentes – Lourdes de Fátima Sousa esclareceu que a SES vai aproveitar a presença dos técnicos dos municípios para realizar outro evento. Ela disse que pela manhã acontecerá a atualização em diabetes e, à tarde, será realizado o Curso de Vigilância de Violências e Acidentes (Viva).

O objetivo deste curso é orientar os profissionais sobre o preenchimento da ficha de notificação de violência doméstica, sexual e outras violências. Fátima Sousa explicou que essas informações contidas nesse documento serão lançadas direto no Sistema Nacional de Notificação de Agravos, (Sinam). “O nosso objetivo é alimentar o banco dos dados do Ministério da Saúde e isso vai ajudar na criação de políticas públicas voltadas para esses tipos de violência”, finalizou a gerente.

 

Da Assessoria de Imprensa da SES/PB