João Pessoa
Feed de Notícias

Salão de Artesanato termina domingo e deve ultrapassar R$ 1 milhão em vendas

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015 - 11:55 - Fotos:  Walter Rafael/Secom-PB

O Salão de Artesanato já movimentou cerca de R$ 930 mil em produtos. Isso corresponde a mais de 37 mil produtos comercializados. A solenidade de encerramento do evento acontece neste domingo (25), a partir das 13h30, porém o local permanecerá aberto até as 21h. A coordenação estima que até lá as vendas ultrapassem o montante de R$ 1 milhão.

A gestora do Programa de Artesanato da Paraíba, Lu Maia, confirmou a previsão total de vendas. “Até 19 de janeiro, já vendemos cerca de R$ 930 mil. Nossa estimativa é que até domingo tenhamos um total de mais de R$ 1 milhão negociado tanto em pronta entrega como em encomendas”, afirmou.

Durante a solenidade de encerramento do domingo, Lu Maia vai apresentar uma prestação de contas à sociedade. Isso inclui tanto os dados sobre a elaboração desta edição do Salão de Artesanato como os resultados de uma pesquisa realizada junto aos artesãos. O estudo foi desenvolvido em parceria com o Curso de Turismo da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

O último dia do Salão de Artesanato também vai contar com uma atração cultural, que se apresenta a partir das 19h. O Forró Encabulado é formado por Honorato Encabulado (vocal e triângulo), Honorato Irmão (sanfona) e Marcone Monteiro (triângulo e zabomba).

Com o tema “Das mãos floresce o crochê”, a 21ª edição do Salão de Artesanato da Paraíba está instalada na antiga associação do BNB, localizada na orla da praia do Cabo Branco. A tipologia homenageada nesta edição é o crochê paraibano.

O evento conta com a participação de 2.230 artesãos. Parte deles está no evento por iniciativa individual. Outros são ligados a grupos como cooperativas e associações.

Tipologias mais vendidas – No ranking das tipologias mais procuradas está a de fios. Nela estão incluídos artesanatos como tricô e crochê. Esse campeão de vendas conseguiu negociar, ao todo, R$ 300 mil até 19 de janeiro. “Principalmente o crochê, que foi o homenageado do evento, elevou essas vendas da tipologia fios”, explicou Lu Maia. “Em segundo lugar, os produtos de madeira, usados para confeccionar móveis e utilitários. Eles já movimentaram em torno de R$ 100 mil”, acrescentou.

Ainda de acordo com Lu Maia, a tipologia “habilidades manuais” ficou em terceiro no ranking dos mais vendidos (R$ 84 mil) até o momento. Trata-se de produtos que não são confeccionados a partir de matéria-prima original e sim de objetos já transformados. Entre os exemplos está a boneca de pano e objetos feitos com cano PVC.

Em quarto lugar aparecem os artesãos ligados à gastronomia do Salão de Artesanato, que já movimentaram R$ 68 mil. O couro está em quinta posição nessa classificação, com R$ 59 mil em vendas.

Ouvidoria e espaço para criançada – Até o domingo, Salão de Artesanato continua contando com dois serviços diferenciados de apoio. Um deles é o espaço de interação infantil, onde as crianças podem participar de atividades lúdicas, de cunho cultural e educativo. A coordenação dessa área fica por conta da atriz e produtora cultural Suzy Lopes. A ouvidoria também está à disposição do público. Por meio dela, os visitantes podem apresentar sugestões e fazer críticas para melhoria do evento.