João Pessoa
Feed de Notícias

Salão de Artesanato supera vendas e atrai mais de 90 mil visitantes

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013 - 17:54 - Fotos:  Walter Rafael / Secom-PB

O 17º Salão de Artesanato da Paraíba que, neste ano trouxe o tema “O Imaginário Infantil”, foi encerrado neste domingo (27), no Jangada Clube, na praia do Cabo Branco, em João Pessoa, superando todas as edições anteriores com um saldo de R$ 1.355.682,90 em vendas realizadas. Em apenas 33 dias de evento 90.552 mil visitantes se renderam às belezas e à diversidade do artesanato paraibano.

Com o objetivo de mostrar a história, tradição e cultura paraibana, o Salão de Artesanato Paraibano foi  aberto no dia 19 de dezembro de 2012. No local, 700 expositores, representantes de 4.250 associações de 128 municípios paraibanos, puderam mostrar sua arte aos visitantes de vários estados do Brasil e do mundo.

O espaço reuniu artesãos com diversas habilidades produzidas em peças de fios, madeira, algodão colorido, fibra, cerâmica, couro, tecelagem, brinquedo, pedra, metal, osso, artesanato indígena, cordel, xilogravura e habilidades manuais.

Volume de vendas – Ao total, foram comercializadas 93.354 peças, sendo a tipologia Fios a campeã de vendas, com R$ 216.208 mil. Em seguida no ranking, aparecem as tipologias Madeira (R$ 172.144 mil), Algodão Colorido (R$ 107.213 mil) e Fibra (R$ 86.700 mil).

Destaque também para as vendas em Habilidade Manual e Gastronomia, que apesar de não serem caracterizadas como artesanato, são acolhidas pelo Programa de Artesanato da Paraíba e garantiram bons lucros no Salão. Foram vendidas 18.756 peças de Habilidade Manual, gerando um montante de R$ 233.600. Já o sucesso da praça de alimentação montada no Salão de Artesanato foi comprovado nos números: mais de 27 mil quitutes e delícias típicas foram comercializadas, arrecadando R$ R$ 122.635 em vendas.

Para a coordenadora do Programa de Artesanato da Paraíba (PAP), a primeira-dama Pâmela Bório, o Salão foi um espaço para o lançamento do Selo do Artesanato Paraibano em 2013, que vai certificar a qualidade e a origem dos produtos ‘made in Paraíba’. “Estamos nos preparando para participar das próximas feiras durante todo o ano e do Salão, em Campina Grande, no mês de junho. Além disso, através do selo, levaremos o artesanato da Paraíba a Copa das Confederações, as Olimpíadas e a Copa do Mundo de 2014”, destacou.

Para os artesãos, o aumento das vendas é sinal de que o artesanato paraibano não está conquistando apenas turistas de outros estados e países, mas principalmente os próprios conterrâneos. “Essa quebra de conceitos é uma grande vitória para nós, porque há algum tempo atrás os próprios paraibanos não davam muito valor à nossa cultura. Mas, atualmente, a gente nota que boa parte das vendas e encomendas são para o nosso Estado. Eu, particularmente, fico muito feliz em ter meu trabalho valorizado pelo meu próprio povo”, afirma a artesã de renda renascença Dorinha Ramos, que faz parte da Associação Ateliê Renascença, de São Sebastião do Umbuzeiro.
Uma novidade desta edição foi a casa-conceito, conhecida como Casa de Bonecas, montada na área externa para resgatar o imaginário infantil das antigas casas de brinquedos feitas de madeira com móveis em miniatura. O visitante também pode conferir a exposição do Museu de Brinquedos, do artesão e colecionador de Campina Grande, Aroldo William. Na exposição às pessoas puderam conferir diversos brinquedos antigos como a peteca, João-bobo, bola de meia, estilingue, carrinho de rolimã e pião de madeira. De acordo com a gestora do Programa de Artesanato da Paraíba, Ladjane Barbosa, esta edição foi aprovada por unanimidade. “Recebemos elogios por parte dos artesãos que tiveram espaço para trabalhar e expor seus produtos, dos turistas que puderam conferir uma diversidade de produtos e dos visitantes paraibanos que prestigiaram bastante o evento”, disse.

Também foi criado um espaço gastronômico, onde o visitante pôde conferir atrativos regionais de licores, biscoitos caseiros, castanhas, cachaças, pimentas, doces, rapaduras e outras peculiaridades da culinária local. Ainda neste espaço, os visitantes puderam deixar sua mensagem numa grande árvore de Natal que, de acordo com a coordenação do Programa do Artesanato da Paraíba, servirão como uma forma de avaliação para a preparação do próximo Salão que será realizado em junho, em Campina Grande.

Preparativos da próxima edição já começaram – Encerrando mais um Salão, o Programa de Artesanato da Paraíba já começa a organizar a próxima edição, a ser realizada em Campina Grande, durante as festividades do Maior São João do Mundo. De acordo com a coordenadora do PAP, Pâmela Bório, o tema já foi escolhido: dessa vez, o couro será o destaque central do Salão.

O 17° Salão de Artesanato da Paraíba foi realizado no Jangada Clube, na praia de Cabo Branco, na Capital. O evento foi promovido pelo Programa de Artesanato da Paraíba, coordenado pela primeira-dama, Pâmela Bório, com a supervisão da gestora do Programa, Ladjane Barbosa.